Violência Por Parceiro íntimo Após Diagnóstico de Doenças Sexualmente Transmissíveis

Por: Angélica Espinosa Miranda, Cláudia Bastos Silveira Reis, Luiza Jane Eyre de Souza Vieira, Maria Alix Leite Araújo e Roumayne Fernandes Vieira Andrade.

Revista de Saúde Pública - v.49 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Analisar a prevalência e fatores associados à violência por parceiro íntimo após diagnóstico de doença sexualmente transmissível.Estudo transversal realizado em Fortaleza, CE, em 2012, com 221 pessoas (40,3% do sexo masculino e 59,7% do feminino) atendidas em serviços de referência para tratamento de doenças sexualmente transmissíveis. Os dados foram coletados por meio de questionário aplicado face a face aos participantes. Realizou-se análise multivariada com modelo de regressão logística, utilizando-se a técnica de stepwise. Para análise ajustada, permaneceram as variáveis que tiveram o valor de p < 0,05. Como medida de efeito, usou-se a razão de chances (OR) com intervalo de confiança de 95%.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102015000100208&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.