Vivências em Educação Física e Esportes dos Acadêmicos Que Ingressam no Curso de Educação Física: Uma Perspectiva de Gênero

Por: Clarissa Stefani Teixeira, Érico Felden Pereira, Luciane Sanchotene Etchepare Daronco, Maria Cristina Chimelo Paim e Rubian Diego Andrade.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.23 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi discutir as vivências motoras em educação física e esportes de acadêmicos que ingressam no curso de educação física. A amostra foi formada por 35 acadêmicos ingressantes no curso de educação física. Foi aplicado um questionário para avaliação de vivências em esportes coletivos e individuais e a contribuição da educação física para a formação geral. Os resultados apontam vivências motoras diferenciadas nas aulas de educação física de acordo com o gênero. Grande parte dos acadêmicos não teve vivências em diversas modalidades esportivas, especialmente individuais, bem como de conhecimentos em fisiologia; 50% das mulheres não praticaram futebol de campo e mais de 70% dos acadêmicos não vivenciaram danças, lutas e algumas modalidades de atletismo na educação física escolar. Apesar das poucas vivências em algumas modalidades esportivas, os acadêmicos afirmaram que os conteúdos trabalhados na educação física contribuíram para sua formação geral.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/5505

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.