Volume Salivar em Resposta Ao Exercício Físico Progressivo

Por: Carlos Eduardo Lins e Silva, Fabiola Lima de Albuquerque, Leonardo dos Santos Oliveira, e Saulo Fernandes Melo de Oliveira.

Conscientiae Saúde - v.10 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Neste estudo, objetivou-se analisar o volume salivar em resposta ao exercício físico progressivo, a partir do método de coleta com Salivette. Métodos: Cinco universitários (22±2 anos; 70,4±7,8 kg; 178,4±6,5 cm) foram submetidos a um exercício progressivo em cicloergômetro até a exaustão voluntária. Amostras de saliva foram coletadas com kits Salivette® após o aquecimento (basal), ao final dos estágios e no quinto e décimo minutos após o exercício. O volume de saliva foi determinado por uma pesagem dupla. Utilizou-se a ANOVA de Friedman para comparação do volume basal em relação aos estágios e a recuperação (p<0,05). Resultados: O peso médio de saliva não se alterou durante o exercício ou na recuperação (χ2 (7)=11,467; p>0,05). Conclusão: Supõe-se que alterações nas concentra- ções dos componentes salivares podem ser consideradas volume-independente. Esses achados acrescentam qualidade nas questões metodológicas para o uso da saliva como alternativa não invasiva em experimentos na área do exercício físico. 
 

Endereço: http://www4.uninove.br/ojs/index.php/saude/article/view/2623

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.