Yes, I Can: a Representação das Pessoas com Deficiência no Videoclipe Were The Superhumans do Channel 4

Por: Amanda Paola Velasco, , e .

Motrivivência - v.30 - n.55 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho se propôs a responder a seguinte questão: De que maneira as pessoas com deficiência são retratadas no videoclipe “We're the Superhumans” produzido pelo canal de televisão inglês, Channel 4, e divulgado pelo IPC para promover os Jogos Paralímpicos Rio/2016? Como base metodológica, utilizamos a análise do discurso e elencamos duas categorias: Espetacularização da deficiência (supercrip) e Representação das pessoas com deficiência. Identificamos que as pessoas com deficiência foram apresentadas sob a ótica das capacidades e habilidades socioesportivas. A peça publicitária se restringiu em veicular conteúdos que promovem a surpresa e o encantamento do público, omitindo, por vezes, problemáticas desse universo, assim como a questão da acessibilidade. Constatamos também a mobilização de três elementos para a representação das pessoas com deficiência: 1 – Discurso nacionalista; 2 – A mediação informativa das modalidades paralímpicas; e 3 – A projeção de futuro a partir da imagem da criança e de novas modalidades esportivas.

BITENCOURT, Fernando Gonçalves. Esboço sobre algumas implicações do futebol e da copa do mundo para o Brasil: identidade e ritos de autoridade. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 30, n. 3, p. 173-189, 2009. BUYSSE, Jo Ann M.;

BORCHERDING, Bria. Framing Gender and Disability: A Cross-Cultural Analysis of Photographs From the 2008 Paralympic Games. International Journal of Sport Communication, v. 3, n. 3, p. 308–321, 2010.

COAKLEY, Jay. Sports in Society: Issues and Controversies. 11. Ed. New York: Mc Graw Hill Education, 2009.

DEBORD, Guy. A Sociedade do Espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997. DE LÉSÉLEUC, Eric; PAPPOUS, Athanasios Sakis; MARCELLINI, Anne. La cobertura mediática de las mujeres deportistas con discapacidad: Análisis de la prensa diaria de cuatro países europeos durante los Juegos Paralímpicos de Sidney 2000. Apunts, Educación Física y Deportes, v. 97, n. 3, p. 80–88, 2009.

DE LÉSÉLEUC, Eric; PAPPOUS, Athanasios Sakis; MARCELLINI, Anne. The media coverage of female athletes with disability: Analysis of the daily press of four European counties during the 2000 Sidney Paralympic Games. European Journal for Sport and Society, v. 7, n. 3-4, p. 283–296, 2010.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4 Ed. LTC. Rio de Janeiro, 2015.

GONÇALVES, Gisele Carreirão; ALBINO, Beatriz Staimbach; VAZ, Alexandre F. O herói esportivo deficiente: aspectos do discurso em mídia impressa sobre o ParapanAmericano/2007. In: PIRES, Giovani L. Observando o Pan Rio/2007 na mídia. Tribo da Ilha, Florianópolis, 2009. HARDIN, Marie; HARDIN, Brent. The “Superscrip” in sport media: Wheelchair athletes discuss hegemony’s disabled hero. SOSOL: Sociology of Sport Online, v. 7, n. 1, p. 1, 2004.

HILGEMBERG, Tatiane Hilgemberg. Do Coitadinho ao Super-heroi Representação social dos atletas paraolímpicos na mídia brasileira e portuguesa. Ciberlegenda, n. 30, p. 48–58, 2014. HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor. W. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

INTERNACIONAL PARALYMPIC COMMITTE. IPC Strategic Plan 2015-2018. Disponível em: https://www.paralympic.org/sites/default/files/document/150619133600866_201 5_06+IPC+Strategic+Plan+2015-2018_Digital.pdf. Acesso em: 23/08/2016

LEMOS, Cláudia Regina Fonseca. Visibilidade mediada: Personalização e promoções na cobertura de futebol. Revista Kinesis, Santa Maria, n. 26, p. 102-166, maio de 2002.

LIMA, Solange Ferraz.; CARVALHO, Vânia Carneiro. Fotografias. Usos sociais e historiográficos. In: PINSKY, Carla Bassanezi. et al. O historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, p. 29-60, 2009. setembro/2018 57

LISBÔA, Mariana Mendonça. #Joga pra mim? Publicidade e Infância na Copa do Mundo de Futebol. In: VII Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte, 2014, Matinhos/ PR. Anais... Matinhos/PR: Secretaria Estadual do Paraná/CBCE, 2014. p. 1-16. Disponível em: http://www.labomidia.ufsc.br/index.php/acesso-aberto/publicacoes/ publicacoes-2014/doc_download/622-joga-pra-mim. Acesso em: 14/03/2017.

GUTIERREZ, Gustavo Luis. O Esporte Paralímpico no Brasil: profissionalismo, administração e classificação de atletas. São Paulo: Phorte Editora, 2015.

MEDRADO, Andrea Meyer. Culturas de Produção Digital nas TVs Públicas do Reino Unido. Revista Brasileira de Políticas de Comunicação, v. 6, p. 39-75, 2015. Disponível em: http://www.rbpc.lapcom.unb.br/index.php/revista/article/view/81. Acessado em 10/02/2017.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise do discurso - princípios e procedimentos. Campinas, Pontes, 1999. 100p.

PAPPOUS, Athanasios Sakis et al. La visibilidad de la deportista paralímpica en la prensa escrita española. Revista de Ciencias del Ejercicio, v. 3, n. 2, p. 12–32, 2007.

PAPPOUS, Athanasios Sakis et al. La representación mediática del deporte adaptado a la discapacidad en los medios de comunicación. Ágora para la EF y el Deporte, n. 9, p. 31–42, 2009.

PAPPOUS, Athanasios Sakis; MARCELLINI, Anne; DE LÉSÉLEUC, Eric. From Sydney to Beijing: the evolution of the photographic coverage of Paralympic Games in five European countries. Sport in Society, v. 14, n. 3, p. 345–354, 2011.

PIRES, Giovani de Lorenzi. Educação física e o discurso midiático: abordagem críticoemancipatória. Ijuí: Unijuí, 2002.

PURDUE, David; HOWE, David. See the sport, not the disability: exploring the Paralympic paradox. Qualitative Research in Sport, Exercise and Health, v. 4, n. 2, p. 189-205, 2012.

SILVA, Carla Filomena; HOWE, David. The (In)validity of Supercrip Representation of Paralympian Athletes. Journal of Sport & Social Issues, v. 36, n. 2, p. 174–194, 2012.

SOUZA, Juliano de; MARCHI JUNIOR, Wanderley. Os “legados” dos megaeventos esportivos no Brasil: algumas notas e reflexões. Motrivivência, Florianópolis, ano XXII, n. 34, p. 245-255, jun. 2010.

SOUZA, Doralice Lange de; PAPPOUS, Athanasios Sakis. Legados esportivos de megaeventos esportivos: uma revisão da literatura. Motrivivência, Florianópolis, ano XXV, n. 41, p. 42–56, 2013.

TYNEDAL, Jeremy; WOLBRING, Gregor. Paralympisc and its athletes through the lens of the New York Times. Sports, v. 1, n. 1, p. 13-36, 2013.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2018v30n55p34

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.