Zinco no Plasma e Eritrócito de Atletas Profissionais de Uma Equipe Feminina Brasileira de Voleibol

Por: Gerson Luis Faccin, Louise Farah Saliba e Vera Lúcia Cardoso Garcia Tramonte.

Revista de Nutrição - v.19 - n.5 - 2006

Send to Kindle


Resumo

Objetivo Avaliar o estado nutricional relativo ao zinco de 12 atletas profissionais do voleibol feminino. Métodos Determinou-se a concentração de zinco plasmático e eritrocitário por espectrofotometria de absorção atômica, e avaliou-se a ingestão dietética por meio de registro alimentar de três dias, de 12 atletas profissionais do sexo feminino, integrantes de uma equipe de voleibol de Curitiba, PR, na faixa etária de 18 a 24 anos, no ano de 2003. Resultados Todas as atletas apresentaram valores normais de zinco plasmático. Quanto ao zinco eritrocitário, 100,00% apresentaram valores abaixo da normalidade. Em relação à ingestão dietética de zinco, 83,33% apresentaram adequação. Decréscimos no conteúdo de zinco eritrocitário podem representar o efeito agudo de exercícios prolongados pela utilização enzimática da superóxido dismutase ou anidrase carbônica. Conclusão O estado nutricional das atletas relativo ao zinco parece estar inadequado, pois, apesar dos valores normais para a concentração de zinco plasmático, a concentração eritrocitária esteve abaixo da faixa de normalidade para todas as atletas. Termos de indexação: avaliação dietética; esporte; estado nutricional; zinco.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732006000500006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.