Educação Física e Esporte

A primeira comunidade do CEV

Entrar na Comunidade

A Maioria dos Achados de Pesquisa Científica São Falsos; é a Agnotologia: Fabricação da Ignorância



Cevnautas,

Pingou na conversa do colégio invisível em que conversamos sobre publicações científicas o artigo de 2005

Por que a maioria dos achados de pesquisa científica são falsos. http://cev.org.br/biblioteca/por-que-a-maioria-dos-achados-de-pesquisa-publicados-sao-falsos/

Uma participante americana confirmou que o artigo de 2005 não só não foi contestado como tem ganho seguidores & defensores.

Na esteira da conversa veio o termo Agnotology e a citação do livro:

http://www.sup.org/books/title/?id=11232.

Tem Agnotologia na wikipedia:

"Agnotologia é o estudo das políticas de produção da ignorância.

O neologismo foi criado pelo historiador americano Robert N. Proctor, da Universidade de Stanford, em diversas palestras que ministrou em 2005..."

FONTE: com fotos e links: https://pt.wikipedia.org/wiki/Agnotologia

 

 

 

 

Comentários

Por Roberto Affonso Pimentel
em 03-03-2017, às 08h06.

Além de falsos, acrescente-se a sua  incapacidade para qualquer atitude prática. Já há algum tempo o reitor da USP declarava que, pelo menos no Brasil, éstamos refém de boas obras científicas.(ver a seguir)

O Brasil não é diferente dos demais países. Inclusive, pelas raríssimas e louváveis exceções tanto lá como cá. 

Uma boa pergunta a fazer seria “Como são formados os cientistas”?  Antes de tudo, “Como são formados os mestrandos e doutorandos”? Parece que não acontece somente no Brasil.

-----------------------------

À atenção dos cevnautas... publicado no CEV 6/10/2016 por Roberto A. Pimentel

Parece que a falência do ensino brasileiro não é só dos tecnocratas de gabinete, conforme afirmava Marco Antonio Zago, reitor da Universidade de São Paulo: o “sistema atual favorece a acomodação dos pesquisadores estáveis na carreira, que nada criam e se bastam repetindo experimentos”.

Algumas informações como contributo para a “Arte de Pensar”

Inicialmente, dar a conhecer os fatos antes de dar os próximos passos. É assim na vida, VOCÊ deve ser responsável pelos seus atos.

A revista Veja dessa semana apresenta em suas páginas amarelas uma entrevista com a idealizadora da reforma do ensino médio, Maria Helen Guimarães. Para formarmos melhor juízo a respeito do tema, não acham que seria válido dar uma olhadinha na reportagem de Monica Weinberg?

Como tomar decisões?

Creio que os leitores, especialmente professores, antes de julgar algo, deveriam ilustrar-se de forma sensata sobre os diversos aspectos que uma medida tomada por outrem possa causar na sociedade. 

------------------------------    COMO TOMAR DECISÕES  --------------------------------

Rápido e Devagar: duas formas de pensar... Uma visão inovadora sobre como nossa mente funciona e como tomamos decisões.

 

Todos nós acreditamos que o homem, por ser dotado de razão, é capaz de conter os institutos e as emoções, avaliando objetivamente as situações e escolhendo dentre várias alternativas, a que lhe é mais vantajosa. Estudos sobre tomada de decisão conduzidos durante anos pelo Prêmio Nobel de Economia Daniel Kahneman mostraram o quanto essa crença é ilusória e como, na realidade, estamos sempre expostos a influências que podem minar nossa capacidade de julgar e agir com clareza”. (Rápido e Devagar, Duas Formas de Pensar)

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.