Esporte Escolar

Esporte Escolar, Esporte Educacional, Desporto Escolar são as áreas de interesse nessa Comunidade.

Entrar no Grupo

Essa comunidade migrou para o Facebook. Participe: https://www.facebook.com/groups/cevesporteescolar/

Após Olimpíadas Governo de São Paulo Exclui Atletas Escolares de Participar dos Jogos Escolares da Juventude do Cob



Diário de Barretos publicou hoje manifesto sobre a não realização da etapa estadual do Jeesp

http://www.esporteescolar.com.br/noticias/esporte-em-acao/apos-olimpiadas-governo-de-sao-paulo-exclui-atletas-escolares-do-cob/4503

Manifesto do diretor da APAB Barretos, Jesus Antonio sobre a possível não realização do Jeesp foi publicado hoje no jornal Diário de Barretos e já está repercutindo entre atletas escolares, diretores e professores das escolas de todo o Estado de São Paulo. Abaixo o texto na íntegra. 

São Paulo está fora dos Jogos Escolares da Juventude 2016?
Governo Estadual não libera recursos para a execução do calendário dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo - Jeesp

Uma bomba caiu sobre a cabeça de milhares de dirigentes, professores e atletas das escolas públicas e privadas do estado de São Paulo. A duas semanas do encerramento das inscrições da principal competição brasileira escolar, os Jogos Escolares da Juventude, evento promovido pelo Comitê Olímpico Brasileiro – COB, São Paulo poderá pela primeira vez ficar de fora da competição. 

Tal situação deve-se a indefinição do Governo do Estado de São Paulo e as Secretarias de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) e Educação em liberar o recurso, de aproximadamente R$30 milhões disponibilizados através da Lei nº 9.615, de 1998, que estabelece que um terço dos recursos previstos no inciso II do caput do art. 6º da Lei seja repassado às Secretarias de Esporte dos Estados e do Distrito Federal ou, se inexistentes, a órgãos ou entidades com atribuições semelhantes para a execução dos Jogos. 

De acordo com o calendário divulgado pela SELJ, a etapa mirim do Jeesp deveria ser concluída no dia 24 de agosto. Porém, até o momento, apenas foram realizadas as Etapas 01, destinada unicamente às escolas estaduais e duas fases da Etapa 02 que envolvem a Rede Pública Municipal, Rede Privada e Escolas Técnicas Federais.

A assessoria de imprensa da SELJ informou que a demora na execução dos Jeesp deve-se as adaptações que a Secretaria tem feito para se enquadrar na Lei 9.615 que sofreu alterações no início de 2016 e, somente em maio o Governador publicou o decreto que atenderia tais reformulações no processo licitatório. Já, a Assessoria da Secretaria de Educação informou que a parceria que existe entre a Educação e Esporte diz respeito a Etapa 1 (que foi concluída) e que também está no aguardo da SELJ sobre o andamento das demais fases.

Num ano olímpico onde o país sedia as Olimpíadas e autoridades internacionais reforçam cada vez mais a importância do esporte de base, o governo de São Paulo vai à contramão desestimulando atletas a participarem do esporte escolar, bem como professores e corpo diretivos que estão diretamente ligados às competições escolares.

Para Ludimar Carvalho, professor e técnico das equipes de basquete do Colégio Pessoa da cidade de Franca a não realização do Jeesp e a ausência de São Paulo nos Jogos Escolares da Juventude é um retrocesso sem precedentes para o esporte escolar: “ Eu tenho equipes que participarão da etapa infantil do Jeesp mas, se não tivermos a realização do mirim, acho pouco provável que tenhamos o infantil também, o que é um caos não só para a minha escola mas para toda a cidade. Nossos atletas passam o ano se preparando para participar do Jeesp e a notícia de que ele pode não acontecer, tendo em vista que estaríamos domingo agora (20) em Lindóia é caótico. Espero que o Governo e as Secretarias resolvam este problema”, disse o professor que lidera uma equipe que foi 05 vezes campeã dos Jogos Escolares (JEB´s).

Quem também se mostra indignado com a indefinição do Jeesp é Élcio de Oliveira, diretor financeiro do Colégio Amorim, detentor do maior número de medalhas e troféus nas edições dos Jogos Escolares além de inúmeros títulos em competições internacionais. 

Para Élcio é inadmissível a situação pela qual as escolas e atletas estão passando com a indefinição dos Jogos: “ Nossa escola tem uma tradição no fomento ao esporte escolar de São Paulo. 

Temos o maior número de troféus já conquistados na história dos Jogos da Juventude e, não participar este ano do Campeonato devido o atraso e cancelamento dos jogos é algo desmotivador que irá gerar um prejuízo de altas proporções, tendo em vista que o Colégio fez um investimento de 150 bolsas integrais de estudo voltada 90% para a preparação dessas crianças para os Jogos da Juventude”, afirmou o Diretor.

Élcio lembra ainda que através do incentivo do esporte escolar, da existência de grandes campeonatos como o Jeesp, atletas olímpicos foram formados a exemplo de Brandonn Almeida que disputou agora nas Olimpíadas os 400m medley e 1500m livre e, em um ano olímpico onde todas as nações apontam para o incentivo ao esporte de base, ao esporte escolar, São Paulo contraria todas as teorias e práticas com o atraso e não realização do Jeesp. 

Caso realmente se confirme a não participação de São Paulo nos Jogos Escolares da Juventude aproximadamente 400 mil atletas escolares (estudantes atendidos pelo Jeesp) terão seus sonhos desfeitos e, quem sabe, a única possibilidade de serem descobertos através do esporte.

Jesus Antônio, coordenador da APAB

Comentários

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.