Esporte Escolar

Esporte Escolar, Esporte Educacional, Desporto Escolar são as áreas de interesse nessa Comunidade.

Entrar no Grupo

Essa comunidade migrou para o Facebook. Participe: https://www.facebook.com/groups/cevesporteescolar/

Esportes de Raquete na Escola



Badminton, beach tennis e speed badminton, o que esses esportes tem em comum?

Na semana passada a Profª Sandra da Club Racket participou da Jornada de Educação Física na Universidade Anhembi Morumbi ministrando uma aula seguida de prática para a turma de Bacharel em Educação Física.

Na aula foi passada informações sobre três modalidade de raquete: badminton, beach tennis e speed badminton.   Essas três modalidades de raquetes apresentam mais características em comum.   São esportes nos quais não existe o quicar, são esportes de rebater que exigem muita atenção, percepção e reflexos.


Uma característica interessante entre eles é que pelo fato de não existir o quicar, pois são esportes em que a peteca ou bola não pode cair no chão, permite ao aluno um primeiro sucesso na iniciação da modalidade.

O primeiro objetivo é alcançado com sucesso e na sequência é direcionar a peteca ou bola para quadra adversária. Como os materiais desses esportes são feitos de material leve e no caso da bola de beach tennis ter menos pressão, esse segundo objetivo também se alcança com sucesso em um curto prazo de tempo.

Por essas características e por serem esportes de fácil adaptação aos espaços, são excelentes ferramentas para iniciação em esportes de raquete dentro de uma escola.

Querendo saber mais sobre esses esportes acesse o nosso portal: www.clubracket.com.br

Ainda não conhece o novo esporte de raquete que chegou esse ano ao Brasil? Venha jogar Speed badminton com a gente no Parque do Ibirapuera.

Acesse o nosso perfil no Facebook e venha treinar com a gente: www.facebook.com.br/speedminton.brasil   Os professores que tiverem interesse em conhecer um pouco mais sobre as modalidades é só entrar em contato pelo e-mail: sandra@clubracket.com.br   Sandra Sorpreso

Comentários

Por Milla Miriane Vieira
em 09-01-2014, às 23h51.

A introdução de esportes diferentes na escola, passa por um bom planejamento por parte do professor. Fugir dos esportes coletivos, do ensino tradicional, mostra o quanto o professor está bem preparado. E os esportes de raquete, como no post disse são de fácil adaptação, tanto a de materiais, quanto a espaço. Além de agregar desenvolvimento físico, motor, cognitivo aos alunos, mostra os diferentes tipos de esportes, na qual são pouco conhecidos no Brasil. Uma aula bem preparada e criativa pode proporcionar muita diversão e o fundamental, a prática de alguma atividade física.

Por Mabliny Thuany Gonzaga Santos
em 10-01-2014, às 09h59.

Acho bastante interessante quando surgem no contexto da educação física temas novos para serem apresentados aos alunos. Quando se leva isso para a escola, o resultado de uma boa organização só poderia ser a aceitação por parte dos participantes que passam  a ver a  educação fisica como uma oportunidade de vivenciar praticas até então não conhecidas. Tive a oportunidade de  participar de algumas oficinas que abordavam o Badminton e pude ver o quanto esse esporte novo tem  a colaborar  para o desenvolvimento, inclusão , e interesse de quem pratica. Parabéns pela iniciativa!

Por Gustavo Vilela Crispim
em 10-01-2014, às 13h16.

Na minha opinião é uma boa estratégia para fugirmos dessas abordagens tradicionais nas aulas de educação física.Os esportes de raquete podem trazer grandes beneficios aos alunos nas escolas como o aperfeiçoamento da coordenação motora, agilidade, velocidade, resistência, força e noção espaço temporal”.Trabalhei com meus alunos do projeto o Badminton e foi bem aceito e proveitoso tanto para os alunos quanto pra mim que aprendi muito com a vivência.

Por Leandro Cornélio Martins
em 20-01-2014, às 16h27.

Com novas modalidades de esportes chegando nas escolas, como essas de raquetes tira-se um pouco do tradicionalismo implantado pelos professores nas aulas de educação física aonde só ensinava futsal, volei, handebool e basquete. Tras para as escolas mais inclusão onde meninos podem se misturar as meninas para a pratica dos esprotes.

Por Sandra Sorpreso
em 20-01-2014, às 17h11.

Olá professores,

Fico satisfeita de saber e constatar que os novos profissionais da área estão abertos as inovações e veêm com bons olhos modalidades que podem agregar valor ao universo motor dos seus alunos.

O badminton é um esporte de raquete olímpico de fácil implantação nas escolas, rico em golpes e ajuda no desenvolvimento de várias habilidades.

O speed badminton um novo esporte de raquete, que surgiu do badminton, com a facilidade de ser adaptado a diversos locais.

Fico a disposição para ajudar com informações e no que for possível na divulgação e desenvolvimento das modalidade de raquete.

Parabéns professores e sucesso na sua jornada.

Profª Sandra Sorpreso

 

 

Por Maxiano Dâmaso Martins
em 20-01-2014, às 21h03.

Concerteza uma otima iniciativa ,pois essa nova modalidade  posibilita  ao praticante  um aumento em seu desenvolvimento cognitvo, alem de ser  uma pratica diferente, que sendo bem apresentada e aplicada  pelo professor,  venha  dispertar   o interresse dos praticantes.

Alem do fato citado acima, em nao se limitar apenas a  esportes tradicionais e buscar novas modalidades para serem aplicadas de forma que possa trazer beneficios aos praticantes.

Por Vanessa Ramos de Freitas
em 21-01-2014, às 14h54.

Estes esportes podem ser introduzidos nas aulas de Educação Física visando a diversificação dos conteúdos.

Tem grande possibilidade de boa aceitação dos alunos e pode ser adaptado para o eixo temático esportes. 

Os esportes de raquete auxiliam os alunos no desenvolvimento da habilidade motora refinada, pois precisam de maior destreza para manipular a raquete e conseguirem golpear a bolinha, ainda assim, dentro de um jogo. 

Assim como nos é apresentado através da Iniciação Esportiva Universal, para os jogos coletivos a utilização de materiais acessórios para a prática esportiva auxilia no fator aprendizagem dos alunos. Grande parte dos conteúdos que o professor de Educação Física ensina na escola gira em torno dos jogos esportivos coletivos. Os jogos podem ser ao mesmo tempo divertidos, educativos, desafiadores, bem como também podem contribuir para a melhoria dos conceitos de saúde e auto-estima.

Para Greco (1998), "a compreensão tática de jogos de rede e parede pode ajudar a resolver os problemas de outros esportes, em função dos aspectos espaciais, mesmo que as habilidades técnicas sejam diferentes".

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.