Gênero e Esporte

Ponto de Encontro dos Profissionais, Estudantes e Pesquisadores

Entrar na Comunidade

Estudo da Elsevier Destaca Liderança Brasileira em Igualdade de Gênero na Ciência



Cevnautas dos Estudos de Gênero,

Pelo menos uma notícia boa.

Laércio

Estudo da Elsevier destaca liderança brasileira em igualdade de gênero na ciência Segundo a pesquisa, o Brasil tem proporção similar entre homens e mulheres que publicam artigos científicos   Em um estudo publicado pela Elsevier no dia 8 de março, que comparou a participação das mulheres na ciência em onze países e mais a União Europeia, o Brasil é destacado por notáveis avanços em termos de igualdade de gênero nas últimas duas décadas.  

O estudo aponta a liderança das mulheres brasileiras na publicação de artigos científicos, responsáveis pela produção de 49% dos artigos no País. Portugal também atingiu a mesma marca. A diferença é que, entre 2011 e 2015, as mulheres brasileiras aparecem como autoras de mais 150 mil artigos científicos, enquanto que as portuguesas aparecem como autoras em cerca de 27 mil papers – cinco vezes menos.  

A porcentagem de mulheres que publicaram artigos científicos cresceu 11 pontos desde 1996 no Brasil. Para se ter uma ideia, enquanto no Brasil e em Portugal, praticamente metade dessas publicações são assinadas por mulheres, nos Estados Unidos, Reino Unido e na França a parcela é 40%. Já no México e no Chile, elas correspondem a 38% dos autores.   Outro destaque é que o Brasil figura entre os países com maior proporção de mulheres inventoras (19%) entre 2011 e 2015, atrás apenas de Portugal (26%). O Japão teve a menor participação, com apenas 8%.  

O estudo “Gender in the Global Research Landscape” (Gênero no Panorama Global de Pesquisa) faz uma análise da performance científica de homens e mulheres ao longo de 20 anos, entre 1996 e 2015, e compara 11 países – Estados Unidos, Reino Unido, França, Dinamarca, Portugal, Japão, Canadá, Austrália, México, Chile, Brasil – e a União Europeia. A pesquisa considerou indicadores como autoria de artigos, proporção de homens e mulheres entre pesquisadores, impacto das publicações, proporção de homens e mulheres entre inventores e suas patentes, liderança, colaboração, interdisciplinaridade e mobilidade.  

A partir dessas análises, o estudo lança luz sobre os fatores que influenciam as disparidades de gêneros nas disciplinas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, na sigla em inglês). Eles notaram, por exemplo, desigualdades persistentes em contratações, autorias, reconhecimento e promoção.  

O desempenho positivo do Brasil foi destacado pela revista Forbes, em uma reportagem intitulada “Novo estudo surpreendente: Brasil agora é liderança em igualdade de gênero na ciência”, publicado por ocasião do Dia Internacional da Mulher, mesmo dia em que a pesquisa foi divulgada.  

O estudo completo da Elsevier pode ser acessado neste link.  

https://www.elsevier.com/__data/assets/pdf_file/0008/265661/ElsevierGenderReport_final_for-web.pdf

Daniela Klebis – Jornal da Ciência  

FONTE: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br/2-estudo-da-elsevier-destaca-lideranca-brasileira-em-igualdade-de-genero-na-ciencia/

Comentários

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.