Lusofonia

Educação Física e Desportos nos Países de Língua Portuguesa

Entrar no Grupo

Essa comunidade migrou para o Facebook. Participe: https://www.facebook.com/groups/cevlusofonia/

Seminário Internacional Esporte, Cultura, Nação, Estado – Encontro de Pesquisadores de Brasil e Portugal



Colegas

 

Segue divulgação de evento. Um abraço, Victor.

 

 

* Seminário Internacional “Esporte, Cultura, Nação, Estado” – Encontro de Pesquisadores de Brasil e Portugal

2 e 3 de setembro de 2013

Salão Nobre – IFCS/IH – UFRJ

 

Apresentação

 

O esporte está na ordem do dia em diversas pautas nacionais. O fato de o país sediar os dois maiores eventos esportivos internacionais, a Copa do Mundo de Futebol (2014) e os Jogos Olímpicos de Verão (Rio de Janeiro, 2016), evidenciou ainda mais a importância dessa manifestação cultural, dada a interface do tema com várias esferas da sociedade brasileira.

A prática esportiva, bem como outras atividades físicas, como a ginástica, desembarcou em nosso país em meados do século XIX. A princípio, as principais referências/influências eram advindas da Inglaterra e da França. Não surpreende que o mesmo não tenha ocorrido com Portugal, por pelo menos dois motivos: a) o Brasil, em processo de consolidação de sua independência, mantinha uma relação dúbia e por vezes mesmo conflituosa com o antigo colonizador; b) o campo esportivo, em Portugal, ainda dava passos claudicantes, recebendo também a influência de Inglaterra e França.

De toda forma, há pontos em comum e pontos de contato nas trajetórias do esporte nos dois países. Basta lembrar que, no Rio de Janeiro do século XIX, uma das pioneiras agremiações a oferecer a ginástica foi de origem portuguesa, o Clube Ginástico Português, que posteriormente passou a dividir as atenções com o Congresso Ginástico Português. Além disso, para não nos estendermos, vale lembrar os diversos clubes de futebol que reforçaram a relação entre os países, cujo exemplo mais notável é o Clube de Regatas Vasco da Gama.

Para além dessas ocorrências, é fato que nos dois países o esporte, notadamente o futebol, ocupa espaço de grande importância social (e vale lembrar que jogadores e técnicos brasileiros desempenharam papel protagonista do outro lado do Atlântico). Aliás, Portugal já organizou um grande evento esportivo, a Eurocopa de 2004. Aquela experiência teria algo em comum com o que estamos passando? Haveria algo a aprender com o que vivenciaram os portugueses?

Para responder essas e outras questões, parece produtivo promover um encontro entre os pesquisadores brasileiros e portugueses que se debruçam sobre o fenômeno esportivo. Certamente esse diálogo pode contribuir para que pensemos melhor não só nossa história, como também os desafios que se apresentam para o futuro no que tange às políticas públicas de esporte.

 

Promoção

 

Sport – Laboratório de História do Esporte e do Lazer/PPGHC/UFRJ

Programa de Pós-Graduação em História Comparada/UFRJ

Instituto de História Contemporânea da FCSH/Universidade Nova de Lisboa

 

Programa

 

2 de setembro

 

* 9h30 – abertura

 

* 10h - Conferência inaugural - Cultura, Estado, Nação: comparando Brasil e Portugal

Prof. Dr. Adriano de Freixo – Universidade Federal Fluminense

 

* 12 h – Almoço

 

* 14h - 16h – Mesa Redonda - Dos primórdios das relações esportivas entre Portugal e Brasil

 

# A presença de Portugal no desenvolvimento esportivo brasileiro

Prof. Dr. Victor Andrade de Melo – Universidade Federal do Rio de Janeiro

 

# O esporte português além-fronteiras, do Brasil à França

Prof. Dr. Victor Pereira - Universidade de Pau e des Pays de l’Adour

 

* 16h - 16h30 – Intervalo

 

* 16h30 -19h30 – Mesa Redonda – O esporte no Império Português

 

# Esporte e nacionalismo em Moçambique

Prof. Dr. Nuno Domingos - Universidade de Lisboa

 

# Esporte e nacionalismo em Angola

Prof. Dr. Marcelo Bittencourt – Universidade Federal Fluminense

 

# Esporte e nacionalismo em Cabo Verde

Prof. Dr. Victor Andrade de Melo – Universidade Federal do Rio de Janeiro

 

# Esporte e nacionalismo em São Tomé e Príncipe

Prof. Dr. Augusto Nascimento – Instituto de Investigação Científica Tropical

 

 

3 de setembro

 

* 10h -12h – Mesa Redonda – Esporte: Estado Novo, Estados Novos

 

# O lusotropicalismo na cultura de massas em Portugal

Prof. Ms. Marcos Cardão - ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.

 

# Comparando Vargas e Salazar

Prof. Dr. Maurício Drumond – Sport/UFRJ

 

* 12h – Almoço

 

* 14h - 16h – Mesa Redonda – Do Euro 2004 ao Mundial 2014

 

# Os novos estádios do Euro 2004 em perspectiva histórica

Prof. Dr. Frederico Agoas  – Universidade Nova de Lisboa

 

# O Brasil na era dos Megaeventos

Prof. Dr. Gilmar Mascarenhas de Jesus – Universidade do Estado do Rio de Janeiro

 

# 16h - 16h30 - Intervalo

 

# 16h30 - 18h30 – Mesa Redonda – Estilos de Jogo

 

# Relações de poder e identidade nacional no caso português

Prof. Dr. José Neves – Universidade Nova de Lisboa

 

# Futebol: um estilo de jogo brasileiro?

Prof. Dr. Antônio Jorge Soares – Universidade Federal do Rio de Janeiro

 

Comissão Organizadora

 

Prof. Dr. Victor Andrade de Melo – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Prof. Dr. Fabio Peres – Pós-Doutorado em História Comparada - Universidade Federal do Rio de Janeiro (Bolsista Faperj)

Prof. Dr. Maurício Drumond – Sport/UFRJ

 

Comissão Científica

 

Prof. Dr. Victor Andrade de Melo – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Prof. Dr. Marcelo Bittencourt – Universidade Federal Fluminense

Prof. Dr. Nuno Domingos – Universidade de Lisboa

Prof. Dr. José Neves – Universidade Nova de Lisboa

 

Apoio

 

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES)

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ)

Fundação para a Ciência e Tecnologia/FCT (no quadro do projecto PTDC/HIS-HIS/104166/2008)

 

Comentários

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.