Educação Física no Maranhão

Ponto de Encontro dos Profissionais, Estudantes e Pesquisadores em Educação Física e Esportes no Maranhão

Entrar na Comunidade

Praxes e Reitores, Por Jorge Bento




Não adianta argumentar contra as praxes na academia; praxistas e praxados têm um QI elevado. Por isso, não há terramoto que os abale; quando muito, simulam fugir e esconder-se, mas é só para regressar ao centro dos olhares.

 
Recentemente foi a divulgação de um estudo que as trouxe de volta. Alguns reitores, diz o relatório, não são suficientemente zelosos no combate às praxes dentro da sua instituição. Isto parece chocante; todavia apenas espanta quem ande distraído da vida académica ou goste de ser enganado.

 


As praxes são uma forma de poder.

 

Os praxistas estão até perto do poder institucional.

 

É certo que não conseguem exercê-lo diretamente; contudo podem condicioná-lo.

 

Na escolha dos reitores pelo Conselho Geral tem peso o voto dos estudantes membros do órgão. E eles, salvo raras excepções, são extensões das grandes organizações estudantis.

 

Ora, reitores há que, quando demandam o cargo, prestam veneração e ficam em favor a tais organizações.

 

Alguém já as viu pôr-se à margem das praxes? Tirem-se, então, as devidas ilações!

 

Comentários

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.