Atividade Física no Programa Saúde na Família

Ponto de encontro dos profissionais e pesquisadores interessados em conhecer as iniciativas e projetos de Atividade Fisica, Esporte e Lazer nos Programas Saúde da Familía.

Entrar na Comunidade

Portal de Periódicos - Capes - Para Profissionais de Saude.



Cevnautas, os da Educação Física terão acesso com o número CREF. Laercio

Ministérios da Saúde e Educação lançam portal de evidências em saúde

Mais de 900 mil profissionais de saúde já podem acessar publicações atualizadas que poderão servir de base para decisões e diagnósticos

Os ministros da Saúde, Alexandre Padilha e da Educação, Aloizio Mercadante, lançaram terça-feira (29), no auditório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), em Brasília, o portal “Saúde baseada em evidências” (http://periodicos.saude.gov.br). Criado pelo ministério da Saúde em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a nova ferramenta é voltada aos profissionais de saúde, especialmente os da rede pública, vinculados ao respectivo Conselho Profissional. Terão acesso ao conteúdo os profissionais das áreas de Biologia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Serviço Social.

No Portal “Saúde baseada em evidências” serão disponibilizados conteúdos científicos aos profissionais da rede do SUS, com acesso rápido a publicações sistematicamente revisadas providas de protocolos clínicos baseados em evidências, a fim de fundamentarem suas decisões em pareceres ou diagnósticos, bem como ministrarem medicamentos ou tratamentos, entre outros procedimentos inerentes a cada área de atuação.

Para autenticação no Portal, os profissionais terão de fornecer, inicialmente, quatro informações: nome do profissional, identificação funcional do respectivo conselho, unidade da federação e data de nascimento. Após isso, o profissional de saúde preencherá um cadastro mais completo, o que possibilitará posteriormente ao Ministério identificar o perfil do usuário bem como as publicações e assuntos que foram consultados. No lançamento, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou que a nova ferramenta significa mais um passo para alcançar o objetivo maior do Sistema Único de Saúde (SUS) de prover saúde pública, integral e gratuita a toda a população. “O novo Portal pode ajudar ainda mais nossos profissionais de saúde a melhorar o atendimento à população e fortalecer o processo de educação permanente dos trabalhadores do SUS”, ressaltou.

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, ilustrou que o Brasil, hoje é o terceiro maior mercado de computadores do mundo, o que retrata o acelerado processo de informatização do país. Para ele, é necessário investir cada vez mais no avanço da educação digital e utilizar os recursos das novas tecnologias para a educação e saúde. “O Portal “Saúde baseada em evidências” contribui para a qualidade de atendimento na atenção básica e oferece o que há de melhor na medicina e na ciência, democratizando a informação aos profissionais da saúde”, afirmou.

Durante a apresentação do portal, o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mozart Sales, ressaltou a importância da nova ferramenta para elaboração de políticas públicas baseadas nas necessidades dos profissionais de saúde que acessarem a base. “Vamos saber quem acessou, em qual base de dados pesquisou e quais os assuntos mais procurados, o que permitirá o planejamento e aperfeiçoamento da própria ferramenta”, explicou.

HISTÓRICO
As discussões para criação do portal foram iniciadas em 2011, quando o Ministério da Saúde solicitou a parceria da CAPES para oferecer acesso ao Portal de Periódicos aos profissionais de saúde com o apoio dos conselhos profissionais. O Ministério da Saúde disponibilizou recursos da ordem de R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais), sendo R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais) previstos no orçamento de 2011 e R$ R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) previstos no orçamento de 2012.

Em novembro de 2011, a CAPES, em parceria com as secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde, consultou profissionais da saúde para sugestão e análise de várias bases de dados, entre as quais sete foram indicadas para compor o portal:

Rebrats – engloba estudos nacionais da área de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS), apresentando estudos desenvolvidos por pesquisadores brasileiros, com temas prioritários para o sistema de saúde nacional.

Embase - ferramenta online pra revisões sistemáticas e cobre as áreas de Ciências da Saúde como um todo e em especial farmacologia, ciências farmacêuticas, toxicologia; e Medicina em especial, alergia e imunologia, oncologia, neurologia, cardiologia, química medicinal e descoberta de drogas. Aborda todas as fases de fabricação de medicamentos, legislação internacional e normas de segurança de medicamentos, farmacovigilância e farmacoeconomia.

ProQuest Hospital Collection - Além de publicações periódicas inclui a ferramenta de cálculo e análise de estatísticas de medicina baseada em evidência Medical Evidence Matters que permite avaliar opções terapêuticas para condições médicas conhecidas.

Atheneu livros Virtuais - A coleção contempla mais de 200 títulos publicados desde 1998, mas com versão eletrônica atualizada desde 2010 até o presente. As publicações abrangem conteúdos relacionados à área de Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia, Saúde Coletiva, Alergologia e imunologia clínica, Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia, Doenças infecciosas e parasitárias, Medicina laboratorial, Endocrinologia, Fisiatria, Gastroenterologia, Geriatria, Ginecologia e Obstetrícia, Nefrologia e Urologia, Neurologia, Odontologia, Oncologia, Traumatologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Psiquiatria, Pneumologia, Histologia, Farmacologia, Fisiologia, Microbiologia além de Engenharia biomédica.

Micromedex - Oferece acesso a dois módulos: Diseasedex - Emergency Medicine que apresenta dados e informações para as primeiras 72 horas de uma emergência médica, como suporte à vida, tratamentos e apresentação clínica e Diseasedex - General Medicine que engloba o período posterior às primeiras horas de uma emergência médica como prevenções, sintomas e complicações com informações baseadas em evidências referenciadas.

Dynamed - É uma ferramenta de referência clínica, para uso no local de tratamento, criada por médicos para médicos, contém sumários clinicamente organizados e inclui calculadoras médicas.

Best Practive - British Medical Journal (BMJ) - Base de dados em prática médica que fornece informações detalhadas sobre como fazer diagnósticos, incluindo testes, diagnósticos diferenciais e diretrizes.

FONTE: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idtxt=40254&janela=1

 

Comentários

Por Douglas Roque Andrade
em 02-06-2012, às 10h56.

Fui dar uma olhada no sistema e para o cadastro não há o nosso conselho profissional ! Alguém conseguiu se cadastrar?

Por Katia Brandão Cavalcanti
em 02-06-2012, às 18h25.

Douglas,

Também fui fazer uma visita ao Portal, mas só há quatro Conselhos com acesso por enquanto; CFM, CFO, CFP, CFF. Teremos que aguardar um pouco mais, juntamente com outros profissionais da Saúde...

Por Katia Brandão Cavalcanti
em 02-06-2012, às 18h39.

Douglas,

Comprendi agora porque nós da Educação Física não podemos acessar o Portal. O acesso só será liberado após o envio dos dados pelos Conselhos Profissionais, conforme notícia no Portal da Saúde.

http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/noticia/5415/162/conselhos-devem-enviar-dados-para-liberar-acesso.html

"O Ministério da Saúde recebeu, até esta sexta-feira (01), as informações necessárias dos Conselhos Federais de Medicina, Odontologia, Psicologia, Farmácia e Biologia para possibilitar o acesso de profissional de saúde ao portal Saúde Baseada em Evidências (http://periodicos.saude.gov.br). A nova ferramenta reúne conteúdos científicos e publicações sistematicamente revisadas com protocolos clínicos baseados em evidências e está disponível para os profissionais de saúde das 14 profissões regulamentadas no Ministério, mas o acesso só é possível após os Conselhos Federais enviarem: nome do profissional, identificação funcional do respectivo conselho, unidade da federação e data de nascimento.

A expectativa é  receber em breve informações dos demais Conselhos Federais como Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutrição e Serviço Social, possibilitando, desta forma, que a informação chegue aos cerca de 1,8 milhão de profissionais de saúde registrados no país"

Por Laercio Elias Pereira
em 02-06-2012, às 18h40.

Cevnautas, Douglas, Kátia,

Como, antes de postar a nota, testei o meu CREF também não consegui acessar e liguei pra Jornalista Thainá, do Ministério da Saúde. Ela disse que era o acerto do banco de dados dos conselhos que ainda estava em fase final. Liguei pro CONFEF e o Diretor Walfrido confirmou que é só questão de compatibilizar os bancos de dados. O programa do Portal CAPES exige a transferência de alguns registros de cada profissional. Em uma semana estará no ar, segundo as previsões. Laércio

Por Katia Brandão Cavalcanti
em 02-06-2012, às 19h49.

Laercio,

Respondi noutro espaço sobre este processo de recebimento de dados enviados pelos Conselhos Profissionais para o Portal. Vamos aguardar! Então, poderemos fazer os nossos testes!

Agradeço a atualização das informações,

Katia

Por Laercio Elias Pereira
em 04-02-2013, às 08h21.

Douglas, Kátia, Cevnautas,

    Todos já acessaram o Periódicos CAPES? Alguém sabe quatos periódicos da nossa área temos por lá? E no geral?

     Laércio

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.