As Ações do Departamento de Educação Física do Estado de São Paulo Entre os Anos 1938 e 1954

Por: e Kevin Yanagui Almeida.

XX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

1 INTRODUÇÃO
A pesquisa toma como objeto de estudo o Departamento de Educação Física do Estado de São Paulo (DEF-SP). Fundado em 1931, permaneceu ativo até 1954, quando foi unificado à Diretoria de Esportes do Estado de São Paulo (DE-SP). O DEF-SP foi o primeiro órgão estadual brasileiro dedicado a gestão da educação física, criado, sobretudo para promoção e regulamentação da prática esportiva no estado (SÃO PAULO, 1931). Em 1938 sofreu uma grande reformulação, com ampliação de sua estrutura, do seu quadro de funcionários e de sua verba orçamentária e com a criação de inspetorias regionais para alcançar todo o território paulista. (SÃO PAULO, 1938). Tendo em vista a destacada posição assumida pelo DEF-SP a partir de 1938, esta pesquisa tem por objetivos: a) analisar o processo histórico de consolidação do DEF-SP enquanto órgão responsável pela educação física no estado de São Paulo entre 1938 e 1954; b) identificar a frente de atuação e as ações que o DEF-SP assumiu no referido período.

2 METODOLOGIA 
A pretensão de narrar o passado fundamenta-se, em grande parte, no que foi registrado, selecionado e guardado por outras pessoas e instituições. Esses fragmentos, que se reúnem no levantamento de fontes, são o que nos possibilitam constituir uma narrativa histórica (BLOCH, 2001). As fontes empregadas foram: a) matérias de jornais disponibilizados pela Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional; b) artigos de revistas especializadas em educação física preservadas pela Biblioteca da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas; c) legislação concernente ao DEF-SP disponível no sítio eletrônico da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

3 RESULTADOS E DISCUSSÃO
Com a instauração do Estado Novo e a nomeação do Interventor Ademar Pereira de Barros, a Secretaria da Educação e da Saúde Pública de São Paulo, a qual o DEF-SP se encontrava alocado, passou por reformas. Assim, a estrutura e o orçamento do DEF-SP foram ampliados, novas diretrizes foram adotadas e um novo diretor, o médico Edmundo de Carvalho, foi empoçado. A partir de então, ficou definido que seria de sua reponsabilidade promover “a educação física bem como, através desta, a educação moral e cívica, de todas as crianças e adolescentes do Estado de São Paulo” (SÃO PAULO, 1939a). Meses após foi criada a DE-SP, que assumiu grande parte das antigas funções do DEF-SP (SÃO PAULO, 1939b). A partir desse momento, o DEF-SP iniciou a criação de uma estrutura educativa centrada na educação física e na permanência das crianças ao ar livre. Inaugurou a Escola de Aplicação ao Ar Livre (EAAL), onde eram colocadas em prática novas metodologias de ensino. Expandiu os Parques Infantis (PIs) para cidades do interior paulista. Organizou Colônias de Férias para receber crianças da EAAL, dos PIs e de outros estabelecimentos infantis. Promoveu também desfiles e demonstrações de ginástica em homenagens à figuras políticas e em datas comemorativas nacionais e religiosas, assim como nas Semanas da Criança.

4 CONCLUSÃO
A partir da gestão de 1938, o DEF-SP se afastou da área esportiva e centrou esforços na área educacional. Criou uma estrutura, formada por uma escola ao ar livre modelo, Parques Infantis em cidades do interior do estado e colônias de férias, que tomava por referência a educação ao ar livre de bases médico-higienistas (DALBEN, 2009). Neste período também intensificou a realização de desfiles e apresentações ginásticas que procuravam despertar o sentimento patriótico na população (HORTA, 1994). De modo amplo, procurou se alinhar a política educacional do Estado Novo no intuito de formar indivíduos fortes, robustos e aptos para amar e servir a pátria.


5 REFERÊNCIAS
BLOCH. M. Apologia da história ou o oficio de historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.
DALBEN, A. Educação do corpo e vida ao ar livre: natureza e educação física em São Paulo (1930-1945). Dissertação (Mestrado em Educação Física), Universidade Estadual de Campinas, 2009.
HORTA, J. S. B. O hino, o sermão e a ordem do dia: a educação no Brasil (1930-1945). Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1994.
Fontes:
SÃO PAULO (Estado). Decreto no. 4.855, de 27 de janeiro de 1931. Cria o Departamento de Educação Física do Estado de São Paulo, 1931.
SÃO PAULO (Estado). Decreto no. 9.605, de 12 de outubro de 1938. Reorganiza o Departamento de Educação Física, 1938.
SÃO PAULO (Estado). Decreto no. 10.243, de 20 de maio de 1939. Dispõe sobre a educação física no Estado, 1939a.
SÃO PAULO (Estado). Decreto no. 10.409, de 04 de agosto de 1939. Cria a Diretoria de Esportes, 1939b.
Jornal de Notícias (1944-1951)
Jornal Correio Paulistano (1938-1942)
Revista Brasileira de Educação Física (1944-1947)

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.