Casas de Brincar

Por: Deborah Akerman e Elise Ferreira.

XV Conferência Mundial do IPA

Send to Kindle


Resumo

O QUE É O PROJETO? Equipamentos de nível local de atendimento à criançaequena e sua família, com o objetivo de fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, através do resgate do brincar, da cultura local, da convivência social e das relações intrafamiliares.

METODOLOGIA: A Casa de brincar é implantada em espaços comunitários da Pastoral da Criança ou em equipamentos próprios ou alugados pela Prefeitura.Deve ter no mínimo 100 metros quadrados e mantém acervo de brinquedos, livros e discos além de equipamento de som, e vídeo (em alguns casos). O acervo é planejado para a faixa etária de até seis anos, mas contempla alguns jogos voltados para os irmãos mais velhos.Os brinquedos são organizados em estantes ao alcance das crianças pequenas e dispostos de acordo com classificação que permita sua reorganização pelas próprias crianças e familiares. Funciona diariamente de duas formas: Demanda espontânea de moradores do entorno (crianças de até três anos só poderão freqüentar acompanhada por familiar) e através de horários previamente agendados a partir de encaminhamentos da rede de serviços (Centros de Saúde, NAF-Núcleo de apoio familiar, Pastoral da Criança, Instituições de Educação infantil, etc).

RESULTADOS: Cinco Casas de Brincar em funcionamento desde 2000/ 2001. No ano de 2002 estão sendo abertos mais nove equipamentos, um em cada regional da cidade em áreas de vilas ou favelas. Público previsto para 2002: 1500 crianças e suas famílias. Resultados qualitativos: Melhoria da qualidade de vida e inserção da criança na própria família através do distensionamento das relações intrafamiliares e maior contato intergeracional em torno de atividades lúdicas. Acesso a brinquedos e brincadeiras e interação com outras crianças e famílias.Melhoria da saúde mental em casos de depressão ou hiper atividade, comprovada por depoimentos dos profissionais de saúde que acompanham as crianças.Melhoria das relações entre vizinhos, aferidas a partir de diminuição do número de brigas.

CONCLUSÕES: A Casa de brincar tem se tornado um importante espaço comunitário na garantia do direito de brincar na primeira infância. Tem sido uma oportunidade de trazer as crianças pequenas para o olhar social, principalmente àquelas excluídas das políticas sociais básicas. A parceria com a Pastoral da Criança tem proporcionado maior capilaridade para encontrar estas crianças.O desafio maior ainda tem sido a sensibilização destas famílias em brincar junto aos seus filhos. Várias estratégias de mobilização estão sendo experimentadas, buscando atratividade do lúdico também para os pais.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.