Contribuição da Percepção Háptica no Controle Postural de Crianças

Por: e Tatiane Calvel.

Motriz - v.11 - n.3 - 2005

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar a contribuição da percepção háptica através do sistema âncora (Mauerberg-deCastro, 2002), durante tarefas de controle postural. A tarefa consistiu em crianças—com idade de 5 anos, 6 anos e 7 anos de idade—andar sobre uma trave de equilibrio sem o uso da visão. O sistema âncora consiste na manipulação de dois cabos flexíveis com pesos atados em suas extremidades, que sempre devem ficar em contato com o solo. Procuramos avaliar também se o status de desenvolvimento tem influência nas estratégias de controle postural adotadas nas tarefas utilizando a percepção háptica. Participaram desse estudo 90 crianças (30 crianças de 5 anos, 30 de 6 anos e 30 de 7 anos de idade). Cada grupo de 30 crianças foi dividido randomicamente em 3 grupos, sendo um grupo controle (sem âncoras) e dois grupos experimentais, com âncoras de 125g e 500g. Cada participante realizou um total de 6 tentativas. Os resultados do estudo indicaram melhora no controle postural com o uso da percepção háptica por meio do sistema âncora para o grupo de 7 anos, e os grupos de 5 e 6 anos de idade mostraram uma tendência a piorar o controle postural com a utilização do sistema âncora. Palavras-chave: Percepção háptica. Paradigma âncora. Controle postural.

Endereço: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/11n3/13TCEa.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.