Educação Física Escolar na Ditadura Militar: Uma Análise a Partir do Jornal Podium (1972-1974)

Por: Anderton Taynan Rocha Fonseca.

XX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

1 INTRODUÇÃO
Entre 1971 e 1974, período em que o Brasil passava por uma Ditadura Militar, o Governo Federal, por intermédio do Departamento de Educação Física e Desportos (DED) do Ministério da Educação e Cultura (MEC), realizou a Campanha Nacional de Esclarecimento Desportivo (CNED). A referida campanha distribuía diversas peças publicitárias em escala nacional que propagandeavam o modelo de Educação Física defendido pelo governo militar. Entre esses materiais inseria-se o Jornal Podium, cujo público alvo era os professores de Educação Física.
Essa pesquisa objetivou investigar as propostas de Educação Física Escolar que circularam nesse periódico. Também procuramos fazer uma análise dos aspectos relacionados ao formato, a criação, a circulação, e a distribuição desses Jornais.
O estudo da Educação Física Escolar no período da Ditadura Militar é de grande relevância para a melhor compreensão de como essa disciplina vem se legitimando no decorrer da história. Essa pesquisa constitui parte dos estudos em curso no Centro de Memória da Educação Física, do Esporte e do Lazer da UFMG.

2 METODOLOGIA 
Este estudo, como uma pesquisa histórica, incluiu análise de obras que abordaram temas relacionados à História da Educação e da Educação Física Escolar no período da Ditadura Militar e análise de documentos, compreendendo os impressos como fonte e objeto. 
O Jornal Podium foi a principal fonte e objeto dessa pesquisa e priorizamos fazer uma análise mais detalhada de duas seções específicas desse periódico, intituladas de “Posicionamento” e “Pontos de Vista”. As análises dessas seções nos possibilitaram compreender como a CNED se articulava por meio do Jornal Podium para difundir uma atmosfera popular de incentivo às práticas esportivas que ela denominou de “mentalidade desportiva”. 

3 DESCRIÇÕES, RESULTADOS, INTERPRETAÇÕES.
O editorial do Jornal Podium recebeu o título de “Posicionamento” e trazia de forma detalhada informações sobre as propostas de Educação Física que os organizadores daquele Jornal pretendiam propagar. Os editoriais defendiam que os conteúdos esportivos nas aulas de Educação Física deveriam ser tratados como uma prioridade. Também podemos afirmar que essa seção do Jornal foi usada como meio de publicidade das ações da CNED. A análise dessa seção reforça a ideia de que “os professores eram convocados a participar das iniciativas do governo no âmbito das políticas públicas para o esporte”, como afirma Taborda de Oliveira (2012, p.160). 
A seção denominada “Pontos de Vista” pretendia trazer informações sobre a opinião de alguns leitores acerca das propostas de Educação Física que circulavam no Jornal Podium. Não por um acaso, na grande maioria das edições que continha essa seção, eram mostradas ideias e concepções que coincidiam claramente com o posicionamento do DED. Na seção “Pontos de Vista” foram apresentados opiniões de leitores que legitimavam a Educação Física como um meio de garantir melhorias na saúde da população, a partir da prática esportiva. Também foram mostradas declarações que exaltavam o nacionalismo por meio do esporte.
A CNED defendia que o esporte era um direito de todos. Defendia a ideia de uma nação unida pelo esporte. Acredito que apesar dos altos investimentos realizados por essa Campanha, são necessários estudos de largo alcance para analisar quais foram os verdadeiros efeitos desses investimentos nos hábitos esportivos da população. O fato é que o Brasil continua longe de ser um país de todos, como também, a prática esportiva está longe de ser um direito de toda a nação.

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS
Podemos concluir que nas propostas de Educação Física Escolar que circularam no Jornal Podium prevalecia o conteúdo esportivo. Também defendiam que esse modelo de Educação Física proporcionaria a geração de uma juventude sadia. Acredito que essa pesquisa possa contribuir com os estudos referentes à história da Educação Física, mas especificamente, aos estudos relativos ao período da Ditadura Militar no Brasil.

5 REFERÊNCIAS
LOPES, E. M .T.; GALVÃO, A. M. de Oliveira. História da Educação. Rio de Janeiro: DP&A editora. 2001. 115 p. [o que você precisa saber sobre...]. 
TABORDA DE OLIVEIRA, Marcus Aurélio. Educação física escolar e ditadura militar no Brasil (1968 - 1984): entre a adesão e a resistência. Bragança Paulista: EDUSF, 2003.
TABORDA DE OLIVEIRA, Marcus Aurélio. Esporte e política na ditadura militar brasileira: a criação de um pertencimento nacional esportivo. Porto Alegre, v. 18, n. 04, p 155-174, out/dez 2012.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.