Educar e Educar-se na Diversidade: Uma Relação com as Danças das Culturas Populares no Brasil e em Moçambique

Por: Cláudia Foganholi.

367 páginas. 2015 26/02/2015

Send to Kindle


Resumo

A expressão educar e educar-se, comprometida com uma educação libertadora, fundamenta-se no entendimento de que a educação não se realiza na ação de educar alguém, mas de educar-se em um processo de compartilhamento respeitoso de saberes. A dança vivenciada no contexto das culturas populares é, nesta tese, o elemento condutor da possibilidade de educar e educar-se em comunhão. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo compreender como as pessoas envolvidas na prática social das danças das culturas populares educam e se educam na relação com as diferentes formas de ser e estar ao mundo. Com esse propósito, buscou-se desvelar as contribuições dos processos educativos gerados nessa prática, no Brasil e em Moçambique, para a construção de uma práxis pedagógica pautada na afirmação das diferenças e valorização da diversidade. 

Endereço: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/SCAR_bb616ec1c0039c32c22c1049ee0363fc

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.