Função Cardiovascular de Crianças Obesas e Eutróficas de 9 a 12 Anos

Por: Aline Welz.

Revista da Educação Física - UEM - v.21 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar a aptidão cardiorrespiratória com o índice de massa corporal (IMC) de crianças de ambos os sexos de 9 a 12 anos de idade. Participaram 20 crianças (10 obesas e 10 eutróficas) selecionadas de uma escola pública estadual por amostragem aleatória simples. Foram coletados dados antropométricos (peso, altura) e variáveis fisiológicas (pressão arterial, frequência cardíaca e aptidão cardiorrespiratória por meio de teste ergométrico). Na análise estatística foi empregado o teste t-student e a correlação linear de Pearson, com nível de 5% de significância. A maior parte das crianças com IMC inferior a 20 kg/m2 apresentou consumo de oxigênio maior que 45 ml/kg/min, enquanto as que apresentaram IMC superior a 20 kg/m2, em sua maioria, mostraram consumo de oxigênio inferior a 40 ml/kg/min. Conclui-se que crianças obesas apresentaram uma menor aptidão física cardiorrespiratória, demonstrando sobrecarga cardíaca diária mesmo na condição de repouso, em decorrência da maior adiposidade.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/7932/6567

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.