Visão de Massa

Por: Anibal Monteiro de Magalhães Neto, Daniel Mancini Oliveira e Lennon Gomes Bitencourt.

XX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

O futebol é o esporte mais praticado no mundo. Sabedor disso, a mídia massifica-o em muitas culturas. O que as mídias propiciam um grande mosaico em geral descontextualizadas, um verdadeiro processo de comunicação. (BETTI, 1999, p.74). Desde seu início, o futebol é impulsionado pelas mídias por causa da força popular. Usando isso como base, as grandes indústrias enxergaram uma maneira muito eficiente de divulgar seus produtos, principalmente quando tivemos a primeira Copa do Mundo de Futebol transmitida em cores pela televisão em 1970. Diariamente a um bombardeio de anúncios publicitários que incitam não só a compra de determinados produtos, como também agem como agentes de socialização que influenciam e modelam as suas atitudes, valores, crenças e comportamentos (LINDNER, 2004; SILVEIRINHA, 2008). Investigou-se o mais popular programa de esportes de televisão aberta brasileira e o tempo destinado de suas matérias para cada esporte. A pesquisa durou três meses e foram analisados sete programas. A pesquisa foi subdividida nas categorias: Tempo Total do Programa; Tempo Relevante do Programa (sem propagandas) e Tempo por Reportagens sobre Futebol. Os resultados são expressos em média de transmissão por minuto. Na qual, a maioria das reportagens envolvem o futebol, atletas, times, ou qualquer coisa que envolva a modalidade. Sendo que quase metade do material apresentado são direcionados de alguma forma ao futebol. Dando pouca ou nenhuma importância para outras modalidades. Compreendemos que essa pesquisa apresenta dados que comprovam a massificação do futebol pela mídia. Do tempo total do programa, 55% são utilizados para intervalos comerciais, sendo que também 55% das matérias falam de alguma maneira sobre futebol. Segundo Betti (1998) a televisão (talvez o meio de comunicação mais acessado) influencia a totalidade da vida do ser humano (pessoal, social, político) e esses efeitos precisam ser discutidos, jamais negados ou rechaçados para segundo plano. Com a simples observação vemos que a mídia cria um território entre a realidade plausível e a imaginação conduzida para cumprir objetivo que são da sociedade de consumo e não do sujeito – isso tudo de forma que o sujeito pense que é ele mesmo, por sua vontade livre, está imaginando (MORAIS, 2003). Desde muito cedo somos levados a acreditar que a única modalidade que nos fará felizes é o futebol! Não pode dizer que o futebol não traz alegria, como também não pode deixar de conhecer outras infinitas maneiras de exercitar, e até mesmo de ser um atleta de alto nível, só porque a tevê nos leva a acreditar que a única saída esportiva é o futebol. O reconhecimento dos limites e valores na mídia mostra-se imprescindível para este estudo, a mídia forma constrói e modela a sociedade através da produção e divulgação dos ‘’fatos’. Com a simples observação vemos que a mídia cria um território entre a realidade plausível e a imaginação conduzida para cumprir objetivo que são da sociedade de consumo e não do sujeito – isso tudo de forma que o sujeito pense que é ele mesmo, por sua vontade livre, está imaginando. Desde muito cedo somos levados a acreditar que a única modalidade que nos fará felizes é o futebol! Não pode dizer que o futebol não traz alegria, como também não pode deixar de conhecer outras infinitas maneiras de exercitar, e até mesmo de ser um atleta de alto nível, só porque a tevê nos leva a acreditar que a única saída esportiva é o futebol. O reconhecimento dos limites e valores na mídia mostra-se imprescindível para este estudo, a mídia forma constrói e modela a sociedade através da produção e divulgação dos ‘’fatos’.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.