Educação Física Escolar

Ponto de Encontro dos Profissionais, Estudantes e Pesquisadores

Entrar na Comunidade

O Que Se Aprende com a Educação Física?



As aulas de educação física fazem parte do cotidiano dos alunos das escolas públicas e privadas do Brasil, desde sua entrada na escola até o fim do ensino médio. Para a maioria das pessoas, o tal senso comum, a finalidade única da disciplina é fazer exercícios e ensinar regras de diferentes modalidades de esportes.

A UNESCO - organização de cultura, Educação e ciência das Nações Unidas - estabeleceu quatro pilares que devem fundamentar a Educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Uma boa Educação deve ensinar o aluno a aprender, a agir e a se relacionar. Portanto para ensinar corretamente a educação física precisa englobar esses quatro pilares da UNESCO.

Além dos benefícios físicos da prática esportiva, a aula de Educação Física sendo aplicada corretamente, pode desenvolver competências e habilidades sociais, psicológicas, motoras e cognitivas! 

Assim gostaria de saber a opinião de vocês, o que se aprende com a aula educação física? Quais aptidões a criança ou jovem poderá desenvolver?

Obrigado!

Fonte: Abril.com.br

Comentários

Por Guilherme Borges Pacheco Pereira
em 08-04-2012, às 19h24.

Prezado Glauber,

eu tenho insistido aqui e em outros lugares, assim como tantos outros professores de educação física, que a educação física deve ensinar aquilo que somente ela é capaz de ensinar. Sendo assim, diante do seu questionamento, creio que deveremos responder primeiramente às seguintes perguntas:

aprender a conhecer, o quê?

aprender a fazer, o quê?

aprender a conviver, onde e com quem?

aprender a ser, onde e como?

Os quatro pilares da educação da UNESCO são orientações gerais que, se de um lado nos ajudam a pensar a educação, de outro, são gerais demais para orientar a especificidade da educação física

Vamos pensar nisso.

sds,

Guilherme

Por Roberto Affonso Pimentel
em 09-04-2012, às 07h09.

Prezado Glaubr,

Permito-me sugerir que a Administração do CEV reformule as postagens no debate que criou. Separadas, perdem muito de seu valor.

Por Glauber César Cruz Custódio
em 09-04-2012, às 10h37.

Eu postei nos debates que era pra responder em um só! Pois ocorreu um problema no site e foi enviado varias vezes! Ai cada um esta respondendo em um. Na verdade era pra responder no que eu escrevi "respondam nesse aqui", e não nos outros.

Por Roberto Affonso Pimentel
em 09-04-2012, às 16h20.

Ocorre que quem já postou algo talve não tenha como retornar, enquanto que quem administra o CEV pode (acreidto eu) perfeitamente fazê-lo.

Vamos aguardar. Enquanto isto, verei se tenho cópia do que postei.   

Por Edison Yamazaki
em 10-04-2012, às 01h51.

As aulas de Educação Física ensinam o cidadão a enxergar o mundo de maneira diferente. Mostram como ver  o mundo de uma maneira pura e saudável, como são as práticas esportivas. O calor, o frio, o cansaço, a timidez, a iniciativa, a força, a destreza, etc. são utilizadas como ferramentas para construir uma pessoal mais completa, mais equilibrada. Superar obstáculos faz parte de quem pratica e aprende esportes. Sonhar de diferentes formas e com conteúdos diversos permite ao praticante da Educação Física manter aceso a chama da esperança. Todos aprendem a superar obstáculos, fortalecendo-se interiormente e partindo em busca de desafios maiores.

Enfim, a Educação Física é uma ferramenta fortíssima na construção de um ser humano melhor, ajudando-os a desenvolver um sentido de vida mais saudável, aumentando sua visão sobre os limites humanos, tornando-os humildes e conscientes de que precisamos de aprimoramento constante para chegar onde almejamos.

É um ótimo meio de sociabilização, pois a prática nos permite contatos físicos, sorrisos, brincadeiras e contar histórias. Além disso, o Educador Físico é o único que consegue reunir um grupo agitado e barulhento sentados no meio de uma quadra, embaixo de sol escaldante, sem que ninguém reclame. Até esse ato serve como aprendizado, pois desenvolve o senso de disciplina e paciência.

Sei que existem por aí explicações sociológicas, educacionais, fisicas, etc., mas falando de maneira simples, a Educação Física contirbui para completar um ser humano naquilo que é mais importante: a formação do seu caráter.

Por Guilherme Borges Pacheco Pereira
em 10-04-2012, às 11h26.

Prezados Colegas,

por ser professor  tenho traço idealista. Mas por ser professor devo ser também reflexivo. Vou bater na mesma tecla de sempre, agora questionando o Yamazaki. Pode um jovem formar o seu caráter (bom caráter), sem participar de aulas de educação física? Claro que sim. Portanto, a formação do caráter, ou educação moral, não é tarefa exclusiva da educação física. Importa saber qual a contribuição específica da educação física ao Projeto Pedagógico da escola, portanto, qual é a contribuição específica da educação física para a formação do jovem.

Não querendo ser extenso, vou acrescentar algumas linhas sobre a formação do bom caráter e a contribuição da educação física.  O bom caráter pode ser resumido em apenas um valor, como disse J. Dewey, a democracia. A formação do cidadão democrático supõe ou contém todos os valores que costumeiramente valorizamos, tais como tolerância. igualdade e justiça. Evidentemente há inúmeras situações em aulas de educação física onde estes valores podem ser exercitados e aprendidos. Não é necessário dar exemplos.De fato a educação física é boa para isto... também.

Finalizando. Em minha opinião, não devemos acreditar que a educação física se resuma à educação moral, é um grande erro. Crer que o valor da EF está na educação moral é, ao mesmo tempo, atribuir à EF uma tarefa que é de todos, portanto impossível para apenas um componente curricular (alguém lembra ái da educação morla e cívica?) e em segundo lugar, afastar a EF da sua própria especificidade ou identidade.

Já basta de buscar justificativas para a educação física na escola a partir de elementos inespecíficos. Faz muito tempo que Bracht apontou isso. Afinal, o que ensina e educação física que só a educação física ensina?

Saudações,

Guilherme

Por Glauber César Cruz Custódio
em 16-04-2012, às 14h23.

Todo profissional deveria saber de fatos expostos aqui, mas o fato é que ainda muitos profissionais não são agem da maneira correta. Se aprende não só com a educação física, mas também com as outras disciplinas, mas ela pode contribuir em muito para a vida dos indíviduos de forma global.

Por Luciano Mauricio Figueiredo
em 17-04-2012, às 08h28.

Eu acredito que a mentalidade das pessoas com a prática da educação física na escola vem mudando,e para melhor,digo isso por que aquela prática de se dar simplesmente o tal de “rola a bola” nas aulas vem sendo substituído por atividades que ajudam no desenvolvimento físico-cognitivo-motor dos alunos e tendo uma maior participação inclusive dos pais,o que ajuda consideravelmente no relacionamento desses alunos no convívio social dado um interesse crescente em novas modalidades esportivas;mas o fato principal para essa mudança de postura pode ser uma melhor qualificação do profissional de educação física.

Por Guilherme Borges Pacheco Pereira
em 18-04-2012, às 10h47.

Luciano,

tenho que concordar, a mentalidade do professor de educação física, especialmente do licenciado, mudou muito nos últimos anos, na minha opinião para melhor. Ainda não sei dizer, entretanto, o quanto a prática mudou. Há muita pressão cultural, isto é, mesmo que estejamos olhando a educação física de outra forma, ainda somos muito amarrados a conteúdos e práticas convencionais. Acredito que tenhamos uma mentalidade mais analítica, crítica e integrada em relação ao papel da educação física no projeto pedagógico escolar, mas tenho como hipótese que ainda somos conservadores em relação às práticas e aos métodos de ensino e de avaliação. Precisamos estudar isso.

SD’s a todos 

Por Rebeca de Carvalho Camargo Rigon
em 18-04-2012, às 14h25.

Além dos benefícios físicos na prática da prática esportiva, a Educação Física pode desenvolver competência e habilidades sociais.
Tem benefícios em proporcionar aos alunos novas práticas de esportes e conhecimentos de regras.
As crianças também vão tendo mais criatividades, desenvoltura e creio eu, que perderá um pouco da timidez, interagindo mais com os outros.

Por Marina Gurgel Simoes
em 08-10-2012, às 09h26.

Eu acredito que as aulas de educação física podem proporcionar um conhecimento uma educação voltada para a formação de cidadãs. O homem é um ser que pensa, sente e age, que expressa emoções em nossas diferentes fases (infantil, juvenil, adulta). Acredito que a educação física também é um ótimo meio, assim como disse Yamazaki, de sociabilização, pois a prática nos permite contatos físicos e a troca de diferentes culturas. Assim, a educação física vem a contribuir com a formação das pessoas sendo o professor o principal mediador.

Por Ronan Junio Fonseca
em 16-10-2012, às 11h51.

 

Muita gente acredita ainda hoje, que as aulas de Educação Física Escolar são apenas um momento de lazer e desconcentração nas escolas. A mesma  que é responsável pelo desenvolvimento motor das crianças. Além disso, o exercício físico ainda é capaz de combater diversas doenças relacionadas ao sedentarismo, como obesidade, diabetes e problemas cardíacos. A Educação Física deve, portanto ser praticada sempre. Tem  sua importância na formação. 

Por Bruno Nunes da Cruz
em 19-10-2012, às 10h13.

Na escola ,em todas as disciplinas são ensinado valores morais e éticos ,já na educação física o ensinamento destes devem ser  muito bem empregados pelo fato de que os alunos ficarem muito próximos ,onde há bastante contato físico, uma certa rivalidade e competitividade nas atividades ,são atributos que possam  refletir bem as caraterísticas da personalidade dos alunos fazendo cm que em alguns momentos esses alunos tenham atitudes  compulsórias  erradas ,é papel do professor interferir e corrigir o aluno mostrando-lhe o modo correto de agir ou o que não se deve fazer .Assim a educação é a principal norteadora para a formação de pessoas de bem .

Por Sabrina Santos
em 19-10-2012, às 21h19.

Como muitos comentários descritos acima (acho que quase em todos) a educação física deve ensinar muito mais que regras esportivas, técnica ou táticas, deve estar empregado em seu contexto de ensino aprimorar valores que devem ser dados a partir do 'berço'. Para que esses valores sejam aprimorados, a educação física deve estimular o aluno/praticante, exercendo aquilo que lhe cabe. Penso, que se você ensina o esporte ou qualquer prática destinada a educação física com o princípio da inclusão e da excelência (dentro dos limites) e o aplicando com prazer, os valores éticos e morais já estarão sendo exercitados. O papel do educador para mim é esse, aprimorar os valores não ensina-los.

Por Yuri Windson Santos Barroso
em 20-10-2012, às 01h36.

 

“O que a Educação Física tem para ensinar?,” é uma pergunta intrigante que nos leva a refletir varias coisas, mas uma coisa é certa ela nos ensinara aquilo que estaremos dispostos a  aprender e aquilo que estivermos dispostos a passar, como por exemplo, um professor que só entra em quadra para “dar” futebol a seus alunos, estes só aprenderão futebol, porém se o professor que estiver lecionando esta aula tiver a consciência que ali naquela aula ele pode ir alem de um esporte, ensinado as pessoas valores que elas poderão levar para sociedade ele conseguirá passar isso. A Educação Física em si pode nos ajudar a compreender melhor, entender nossos limites e os limite do próximo,entender que uma partida de futebol pode ser apenas uma brincadeira como uma outra qualquer, que agir em harmonia  faz bem mas isso dependerá muito do que o professor quer passar.

Por Rebeca de Carvalho Camargo Rigon
em 22-10-2012, às 02h39.

A Educação Física não é so a prática de exercícios.. vai muito além disso!
Eu tive a oportunidade de voltar a minha antiga escola para fazer um trabalho de campo..Pude perceber que mudou totalmente, hoje eles possuem apostilas de Educação Física, não só falando de exercícios físicos, práticas de esportes..mas falando do funcionamento do corpo, dos músculos. Eles são avaliados com provas escritas também!
Achei um máximo! Acho que toda a escola deveria ser assim.. Nossa área será muito mais valorizada, e cada um dos alunos saberão a importância de se estudar  a Educação Física!

Por Lorena Mariana Cesário
em 22-10-2012, às 20h06.

As aulas de Educação Física vão muito além as simples práticas de exercícios, ela ajuda a desenvolver habilidades importantes. Melhora funções metabólicas, motoras, desenvolvem senso de coletividade entre outros. Cada escola adota a Educação Física de uma forma, porém independente da forma como ela é ministrada, os resultados finais serão sempre os mesmos, porque a pratica de exercícios, jogos ou brincadeiras, tem por objetivo, mesmo que indireto, de trabalhar todos esses aspectos citados.

Por Edison Yamazaki
em 23-10-2012, às 00h51.

Parece que existe um relativo consenso com o que se aprende com a Educação Física. Todo esse blá blá blá serve para o quê.

As qualidades de uma boa aula de Educação Física são conhecidas desda a Grécia, mas como alcançá-la? O que fazer para elas aconteçam? Onde propriciar essas aulas que tanto podem contribuir a "engrandecer" um indivíduo?

É isso que os colegas precisam pensar. Buscar soluções práticas num país cheio de regras e boas intenções.

Por Jaguaracy Conceição
em 03-11-2012, às 19h36.

Já passou da hora de entendermos que Educação Física não é só para educar o corpo através das práticas. Observem as provas do ENEM, elas já cobram questões que devem ser trabalhadas em sala de aula, ou seja teoricamente. Acontece que há docentes de Educação Física que parecem sentir medo da sala de aula, da teoria. Ora, se não formos nós os(as) responsáveis pela teoria, quem serão? No município em que leciono há uma aula teórica e uma prática, o que ainda não corresponde às necessidades. É preciso que acordemos para as novas realidades e para as mudanças.

Por Roberto Affonso Pimentel
em 03-11-2012, às 21h07.

Professores,

Todos nós aprendemos diariamente muita coisa. Na escola, na universidade e nas atividades humanas. Contudo, é sempre bom nos aprimorarmos sempre e nesses momentos recorrermos a alguns especialistas que se dedicam durante anos em estudos da área. São especialistas, nunca sábios. E, por isto, seus ensinamentos devem ser cuidadosamente examinados com critérios.

Entre muitos e pelo que observo nos comentários acima, atrevo-me a recomendar a leitura da obra de um francês já falecido, que se formou em medicina, psicologia e educação física para melhor entender o que estamos a discutir e mais algumas coisas. Trata-se de Jean Le Boulch. Entre os vários livros que publicou, tenho à minha frente neste momento "A educação pelo movimento - a psicocinética na idade escolar", que imagino poderia levar-nos todos a uma compreensão mais vasta do que possamos entender o que seja educar e ensinar. Assim, parece que este exemplar deveria ser livro de cabeceira de todo professor, além de outros em que ele examina o corpo humano nas diversas fases do seu desenvolvimento com a visão de um médico. Dessa forma, teremos de graça um mesmo professor capacitado a nos ensinar como entender a fisiologia, a cinética, a psiquê, a pedagogia e os métodos aconselháveis nos diferentes tempos de sua aplicação.

Muito além, a editora Artes Médicas publicou dezenas de obras de diversos autores que contribuem para aprendermos mais intimamente como proceder na difícil tarefa de educar e ensinar. Imagino ser um caminho mais rápido e eficiente para quem quer realmente melhorar na sua profissão. Atentem que a universidade pouquíssimo informa sobre o assunto, embora o currículo esteja repleto de coisas extraordinárias.      

Por Samara Moura
em 01-12-2012, às 16h15.

A Educação Física é bem mais do que uma simples disciplina curricular, que muita das vezes é considerada pelos alunos como " aula de descanso"  ou ela se torna um mini recreio, hoje se sabe que essa realidade vem sendo modificada, antes o professor entregava ao aluno a bola e deixava praticar de forma livre, não havia um plano de aula, uma forma sistematizada e planejada para aplicação das tarefas, não existia metodologia, uma pedagogia na forma de ensino da atividade. Nos dias atuais essa realidade vem sendo modificada, a muitos lugares onde os alunos aprendem articulações, músculos, a importância da pratica esportiva, o qual são cobrados em forma de provas, muito ainda precisa ser mudado, mas se sabe que a Educação Física tem sido reconhecida como disciplina importante no ambiente escolar.

 

Dessa forma os educadores não podem ficar presos apenas a conteúdos como o esporte, mas sim diversificar suas aulas, trabalhando aspectos que os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) citado por Darido (2001) abordam, tais como ginástica, lutas, danças, esporte, jogos e brincadeiras. Tais conteúdos trabalharam outros aspectos, como o social, cognitivo, sexual e afetivo, preparando a criança para a vida. Com a prática desses conteúdos, o acervo motor das crianças tende a aumentar, fazendo com que a coordenação motora seja aprimorada, contribuindo assim para sua vida diária. 

Por Adriano Figueiredo
em 22-12-2012, às 11h37.

 

A Educação Física durante muito tempo ela já vem padecendo e tendo que carregar fardo, uma imagem e uma repercussão preconceituosa e até banalizada por muitos e, não condizente com a sua real finalidade e essencialidade, que é justamente o oposto, em que ela tem a propriedade de inserir novos e diversos tipos de conhecimentos,
Ela tem o papel importante de oportunizar a educação do corpo de forma global e porque não a da mente também, a parte psíquica e comportamental dos indivíduos envolvidos.

A sua maneira errônea de execução por muitos a que estão inseridos nesse meio é o que atrapalha essa evolução a que ela poderá propiciar a todos os envolvidos.

Pois muito disso é atribuído precipuamente aos próprios Educadores e profissionais da área à qual eles mesmos dão pouca atenção ou uma importância inadequada ou até pífia para a própria "importância" que eles têm para com os alunos e para com a Educação Física propriamente dita.

Muitos desses profissionais já entram no mercado seja por ignorância própria ou uma certa displicência, muitas vezes até mesmo com uma autoestima baixa relacionada a sua própria profissão a qual escolhera, pois muitos já se formam e ficam apenas auspiciosos na parte do retorno financeiro imediato.

E assim acabam esquecendo de muitos valores éticos e se perdem na própria inanição ou má vontade de se fazer o que se deve e se pode...Obviamente que se tem que dar um valor nessa parte financeira também, porém, ela não pode ser a única busca ou desculpa para que alguns profissionais da área relaxem ou façam corpo mole e se acomodem com isso.
Cada situação dessa tem o seu devido valor e este, deve ser respeitado e de forma democrática e lata. Deve haver interesse de todas as partes envolvidas.

Os “problemas” decorrentes do cotidiano dos professores e alunos exigem mais do que a simples experiência engloba principalmente conhecimento teórico e diversidade de conteúdos no caso dos professores. Já no caso dos alunos observa-se muito a necessidade destes darem mais importância a Educação Física, despertando assim o interesse em aprender conteúdos cada vez mais diversificados, e não apenas os de natureza e cunho esportivo. Pois Educação Física não é só isso! É muito mais abrangente e complexo do que se imagina e do que se vê...Contudo, uma das principais preocupações no que tange aos estudos relacionados à Educação Física é a preocupação com os conteúdos ministrados nas aulas, que podem estar colaborando de maneira geral com a falta de interesse da maioria dos alunos diante das aulas de Educação Física. É muito evidente que se tenha o devido "interesse" pelo ensino, pois este, deve ser o guia mestre de todos aqueles que se predispõem a esse bojo e trilhe assim pelos caminhos da docência com mais carinho, e que ajam com idoneidade e proficiência naquilo a que se propuserem a fazer, pois somente com tal sentimento e atitude é que poderá dar um início ou continuidade no processo de formação dos alunos, visando sempre o real desenvolvimento destes futuros cidadãos, pois Educação Física forma cidadãos, e estes que carregarão consigo os valores e conhecimentos desenvolvidos nesta importante fase de suas vidas.
Portanto, do ponto de vista pedagógico, deve haver por parte dos professores o fator da "motivação", poder vir a fornecer um motivo, ou seja, estimular o aluno a ter vontade de aprender. 
E uma das condições indispensáveis para o aluno aprender é o seu nível motivacional, que pode depender muito do professor. Da aí o seu papel precípuo de saber orientar e estimular quando e deva ser preciso.

 Pois citando aqui uma afirmação de “Paulo Freire” (1996, p.25), “ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção”.
A Educação Física pode desenvolver muitas habilidades importantes; como competências e habilidades sociais, psicológicas, motoras e cognitivas...Várias habilidades como raciocinar, planejar, exercitar a memória, compreender situações, linguagens e estratégias e ainda resolver vários problemas precisam ser desenvolvidas.

E a melhor fase para desenvolver essas capacidades de aprendizado cognitivas é exatamente na infância. É aí que o papel do professor torna-se de suma importância.
Muito embora as habilidades motoras sejam as mais aparentes e até mais massificadas na prática do dia-a-dia das aulas, é possível estimular o raciocínio por meio de varias outras atividades.
As brincadeiras, por exemplo, produzem de certa forma bastante conhecimento, pois são nessas práticas que a criança irá poder aprender algumas coisas diferentes, e com mais prazer, por conseguinte, sem ela sequer saber que está aprendendo. Sua criatividade será mais explorada ainda com essas ferramentas e métodos inseridos no ensino-aprendizado dela.
E esse aprendizado fica intrinsecamente nela, e futuramente será com certeza explorado de alguma forma e assim ajudará esta criança em muitas situações no decorrer da vida dela.
E assim ela poderá crescer e se tornar um adulto com capacidades bem desenvolvidas, e um cidadão que com plenas condições de viver bem numa sociedade cada vez mais competitiva, individualista e exigente.
A Educação Física não é apenas “o rolar a bola”, como muitos pensam e ainda fazem, mas sim, fazer o mundo dos aprendizes girar de forma proficiente para com a atual realidade de cada um dos envolvidos...

Por Patrícia Santos de Souza
em 27-12-2012, às 10h34.

  A educação física vai muito além de um simples exercitar, uma boa educação deve ensinar o aluno a aprender, a agir, e a se relacionar. E necessário englobar os 4 pilares da UNESCO  aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, e aprender a ser, conforme já discutido acima, salientando que isso é válido para qualquer disciplina ensinada. A educação física consegue desenvolver nos indivíduos habilidades cognitivas como raciocinar, planejar, exercitar a memória, compreender situações, linguagens e estratégias , o respeito ao corpo, aumentar a auto estima, trabalhar o equilíbrio emocional, reconhecer o outro e saber compartilhar, trabalhar em grupo, desenvolver autonomia, estimula a criatividade. Essas são algumas das habilidades que podem ser desenvolvidas com a prática da atividade física, e a desenvoltura dos alunos vai depender bastante do interesse de cada um deles e das estratégias que o professor/educador irá utilizar para que o aluno desenvolva essa  habilidades

Por Armânio Guilherme Bento
em 30-12-2012, às 12h59.

   Muito  se   aprende com  a Educação  Física , desde a  socialização  até o  desenvolvimento  de  bons  hábitos .  Ela    ensina   o aluno a sair de  um  círculo vicioso  e  o coloca  em  um

círculo  virtuoso que   é    a prática  de exercícios  físicos e  de  esportes  de  uma  forma geral,  o  deixa  mais  vigoroso   para  resolver  as questões do dia  a dia  . Com  a  Educação Física  se

aprende  a  conhecer  os    limites do  corpo  e  valoriza  mais as  condições  biológicas ,  aprende  com  a  mesma   respeitar mais o próximo  através das  regras   que  contribui muito para  a sua  formação  pessoal  e social.

Há algum tempo se  descobriu que  a Educação  Física    é uma  ferramenta que contribui  para  desenvolvimento  físico    ,cognitivo   e  social  do indivíduo , por  iss é papel do educador físico mostrar  ao  aluno    o  quanto    o mesmo  pode   aprender  com  a  Educação  Física.

Por Leandro Stampini
em 28-01-2014, às 12h55.

Na escola ,em todas as disciplinas são ensinado valores morais e éticos ,já na educação física o ensinamento destes devem ser  muito bem empregados pelo fato de que os alunos ficarem muito próximos ,onde há bastante contato físico, uma certa rivalidade e competitividade nas atividades ,são atributos que possam  refletir bem as caraterísticas da personalidade dos alunos fazendo cm que em alguns momentos esses alunos tenham atitudes  compulsórias  erradas ,é papel do professor interferir e corrigir o aluno mostrando-lhe o modo correto de agir ou o que não se deve fazer .Assim a educação é a principal norteadora para a formação de pessoas de bem .

Por Marcos Celestino de Souza
em 28-01-2014, às 15h42.

Compartilho de sua opinião Leandro,dividindo descobertas,alegrias e tristezas com os colegas,sao feitos seres humanos melhores que podem lidar com todas as dificuldades que a vida lhe confrontar,pois ao praticar o esporte nas aulas,o aluno aprenderá a ter união,companheirismo com aqueles que nao dominam certo esporte e aprenderam a lidar com derrotas e vitórias,e o professor sabendo dar as diretrizes corretas,esse aluno será um ser humano de valor!

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.