A Animação Sociocultural e a Educação Para o Lazer nos Tempos de Hiv/aids

Por: Patrícia Herold.

2011 28/02/2011

Send to Kindle


.Resumo

Desde o aparecimento dos primeiros casos e a identificação do vírus HIV, a AIDS constitui um dos grandes problemas de saúde pública no plano mundial. Muitos progressos aconteceram em relação ao tratamento anti-retroviral; porém, novos desafios surgem com o decorrer do tempo. Dentre essas questões, uma conduz à realização desta dissertação: o comprometimento das relações sociais das PVHA, que são impactadas pela descoberta da contaminação. Assume-se como premissa que o lazer e a ASC são possibilidades de ação educativa no horizonte do cuidado de si e da autonomia humana. Dessa maneira, o objetivo deste trabalho é compreender como as concepções e práticas de lazer das pessoas vivendo com HIV/AIDS, podem ser influenciadas por meio dos pressupostos apresentados pela ASC, contribuindo na educação para e pelo lazer. O trabalho iniciou com observações e entrevistas com o propósito de inserção na realidade da PVHA, desmistificando alguns "pré" conceitos e ampliando o conhecimento sobre os atores sociais. Posteriormente, sob influência da pesquisa participante, foram realizadas intervenções com atividades de lazer, tendo como base as idéias preconizadas pela ASC. Em relação à análise, as categorias autonomia e autocuidado foram tomadas como significativas para a reflexão. Desta forma, o trabalho mostrou que a educação para e pelo lazer, sob a perspectiva da ASC pode ser utilizada como ferramenta importante na luta contra a deterioração das relações pessoais e sociais oriunda do HIV/AIDS.

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000190839

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.