A Desigualdade Entre Gêneros em Aulas de Educação Física na Escola

Por: Leonardo Mercês de Oliveira, Taynara Reges Cardoso e Thiago Camargo Iwamoto.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem o objetivo de analisar as relações entre a cultura sobre gênero e a Educação Física Escolar, sobretudo como perpassa a visão de alunos sobre as práticas corporais. Utilizamos do método de observação para a coleta de dados, sendo analisadas as aulas de Educação Física durante atuação do grupo no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), em um colégio de ensino fundamental da rede pública de Goiânia. Essa experiência decorreu no segundo semestre de 2017, período vespertino. A episteme da Educação Física, sobretudo no espaço escolar, se relaciona com as práticas a partir dos elementos da Cultura Corporal, como esportes, dança, luta, ginástica e jogos. A Educação Física Escolar (EFE) se preocupa, fundamentalmente, com a formação integral de escolares. Uma das discussões que permeiam essa área, assim como a sociedade e a cultura, refere-se as relações de gênero. A discussão sobre a desnaturalização de movimentos e expressões provindos dos estudos biológicos são pautas de pesquisadores da Educação Física, em particular das perspectivas culturais e sociais.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.