A Experiência dos Jogos de Oposição com Turmas do 6º Ano do Ensino Fundamental nas Aulas de Educação Física: Desafios e Possibilidades

Por: e João Augusto Galvão Rosa Costa.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO 

Nas aulas de Educação Física de uma escola pública, diversos cenários começaram a ser revelados em turmas do 6º ano. Um deles são os conflitos e agressões verbais/físicas entre alunos nas aulas. A escola localiza-se no centro de Duque de Caxias - RJ recebe alunos matriculados nos anos finais do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Essa experiência foi construída durante o quarto bimestre de 2018 com duas turmas do sexto ano. Cada turma possuí de 20 a 30 alunos com idade de 11 a 14 anos. Na 609, a média era em torno de 16 meninas e 10 meninos. Já na 608, 17 meninos e 5 meninas. A experiência foi fundamentada nos Jogos de Oposição e suas aproximações com as lutas nas aulas de EF. Estabelecemos como objetivo compreender, a partir das estratégias didáticas organizadas, como os jogos de oposição podem contribuir na problematização dos conflitos. Definimos como pergunta: Como e quais elementos favoreceram a vivência e desenvolvimento dos jogos de oposição nas turmas do sexto ano?

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.