A Tecnologia Digital no Auxílio à Educação de Autistas: os Aplicativos Abc Autismo, Aiello e Scai Autismo

Por: Emilia Cristina Pinheiro Mentone e Ivan Fortunato.

Temas em Educação e Saúde - v.15 - n.1 - 2019

Send to Kindle


.Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar três aplicativos móveis que se propõem auxiliar no processo educativo de crianças com Transtorno do Espectro Autista. Os referidos aplicativos são: o ABC Autismo, o Aiello e o SCAI Autismo. Os aplicativos adotam as premissas de três perspectivas diferentes: O TEACCH, o ABA e o PECS, respectivamente, tendo em comum o grande apelo visual, como uso de cores e sons, possibilitando a criança interagir melhor com o conteúdo trabalhado. A análise foi feita, inicialmente, com o estudo desses aplicativos e das teses que os validaram e de artigos publicados sobre seu uso. Com esta pesquisa espera-se contribuir para que os profissionais da educação possam desmistificar o uso da tecnologia e, assim, utilizá-la em seu cotidiano como ferramenta parceira da educação e não como um obstáculo.

Referências

BARBOSA, Hugo Fernando Azevedo. Análise do recurso a novas tecnologias no ensino de autistas. 2009. 156f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Informática - Sistemas Gráficos e Multimídia) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Informática, Instituto Superior de Engenharia do Porto, Porto, 2009.

BENDER, Lauretta. Autism in children with mental deficiency. American Journal of Mental Deficiency, Albany, v. 64, n. 1, p. 81-86, 1959. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/13661214. Acesso em: 10 maio 2017.

BONDY, Andy; FROST, Lori. PECS: the picture exchange communication system. Cherry Hill, NJ: Pyramid Educacional Consultants Inc., 1994.

BRAGA-KENYON, Paula; KENYON, Shawn; MIGUEL, Caio. Análise Comportamental Aplicada (ABA): um modelo para a educação especial. In: CAMARGOS JR., Walter (org.). Transtornos invasivos do desenvolvimento: 3º milênio. 2 ed. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos; Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, p. 148-154, 2005.

BRITO, Vilmar Miguel. O aluno autista e o processo de aprendizagem. Pedagogia ao Pé da Letra, [S.l.], 9 abr. 2013. Disponível em https://pedagogiaaopedaletra.com/o-aluno-autista-e-o-processo-de-aprendizagem. Acesso em: 08 maio 2017.

CABRAL, Cristiane Soares; MARIN, Angela Helena. Inclusão escolar de crianças com transtorno do espectro autista: uma revisão sistemática da literatura. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 33, e142079, p. 1-30, 2017.

CUNHA, Rafael Moreira. Desenvolvimento e avaliação de um jogo de computador para ensino de vocabulário para crianças com autismo. 2011. 112f. Dissertação (Mestrado em Informática) – Programa de Pós-Graduação em Informática, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Declaração de Salamanca sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca: UNESCO, 1994. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001393/139394por.pdf. Acesso em: 08 maio 2017.

FARIAS, Ezequiel; SILVA, Leandro; CUNHA, Mônica. ABC Autismo: um aplicativo móvel para auxiliar na alfabetização de crianças com autismo baseado no Programa TEACCH. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, 10, 2014, Londrina. Anais eletrônicos... Londrina: UEL, 2014. Disponível em: http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/sbsi/2014/0039.pdf. Acesso em: 08 maio 2017.

FONSECA, Maria Elisa Granchi. As APAEs e os autistas. Revista Autismo, v. 1, n. 2, 2011. Disponível em: http://www.revistaautismo.com.br/edic-o-1/as-apaes-e-os-autistas. Acesso em: 10 maio 2017.

GAUDERER, Ernst Christian. Autismo e outros atrasos do desenvolvimento: guia prático para pais e profissionais. 2. ed. revista e ampliada. Rio de Janeiro: Revinter, 1997.

GONÇALVES, Maria Armanda Fernandes Teixeira. Alunos com perturbações do espectro do autismo: utilização do sistema PECS para promover o desenvolvimento comunicativo. 2011. 222f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) – Programa de Pós-Graduação em Ciências da Educação, Instituto Politécnico, Lisboa, 2011.

LIMA, Stéfanie Melo; LAPLANE, Adriana Lia Friszman de. Escolarização de Alunos com Autismo. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v. 22, n. 2, p. 269-284, 2016.

LOPES, Daniele Centeno; PAVELACKI, Luiz Fernandes. Técnicas utilizadas na educação dos autistas. 2005. Disponível em: https://goo.gl/4qXA13. Acesso 02 abr. 2017.

MARQUES, Marli Bonamini; MELLO, Ana Maria Ros de. TEACCH - Treatment and Education of Autistic and Related Communication Handicapped Children. In: CAMARGOS JR., Walter (org.). Transtornos invasivos do desenvolvimento: 3º milênio. 2 ed. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos; Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, p. 144-147, 2005.

MIGUEL, Caio; BRAGA-KENYON, Paula; KENYON, Shawn. Uma introdução ao sistema de comunicação através de troca de figuras (PECS). In: CAMARGOS JR., Walter (org.). Transtornos invasivos do desenvolvimento: 3º milênio. 2 ed. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos; Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, p. 177-183, 2005.

MONTEIRO, Francisca Keyle de Freitas Vale; BARONE, Dante Augusto Conte. (Org.) Autismo e tecnologia assistiva: o autismo à luz da ciência para melhoria de vida das pessoas com Transtorno do Espectro Autista – TEA. São Luís: Engenho, 2015.

PORCINO, Thiago; TREVISAN, Daniela; CLUA, Esteban; RODRIGUES, Marcos; BARBOSA, Danilo. A participatory approach for game design to support the learning and communication of autistic children. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON ENTERTAINMENT COMPUTING, 14, 2015, Trondheim. Digital annals… Trondheim: ICEC, 2015. Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-319-24589-8_2. Acesso em: 08 maio 2017.

RIBEIRO, Sabrina. ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo. Revista Autismo, v. 0, n. 1, 2010. Disponível em: http://www.revistaautismo.com.br/edic-o-0/aba-uma-intervenc-o-comportamental-eficaz-em-casos-de-autismo. Acesso em: 08 maio 2017.

SCHREIBMAN, Laura. The science and fiction of autism. Cambridge: Harvard University Press, 2005.

SILVA, Ana Beatriz Barbosa. Mundo singular: entenda o autismo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

STELZER, Fernando Gustavo. Uma pequena história do autismo. São Leopoldo: Editora Oikos, 2010.

VIEIRA, Soraia Cunha Peixoto. O que é PECS? Revista Autismo, v. 2, n. 1, 2012. Disponível em: http://www.revistaautismo.com.br/edicao-2/o-que-e-pecs. Acesso em: 08 maio 2017.

WALTER, Cátia Crivelenti de Figueiredo. Adaptação para o Brasil do sistema de comunicação por trocas de figuras (PECS), com pessoas portadoras de autismo infantil. 2000. 89f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) – Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2000.

Endereço: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/12733

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.