Acesso à Carreira de Treinador e Reconhecimento das Entidades Responsáveis Pela Formação: Um Estudo com Treinadores Portugueses em Função do Nível da Escolaridade e da Experiência Profissional

Por: Ana Sofia Marques Isidro, Isabel Ribeiro Mesquita, Paula Fazendeiro Batista e Rúben Emanuel Gomes.

Revista da Educação Física - UEM - v.22 - n.2 - 2011

Send to Kindle


.Resumo

O objectivo do estudo foi analisar a representação de 325 treinadores portugueses acerca da idade e nível de escolaridade mínimos para aceder à carreira de treinador e do reconhecimento das entidades responsáveis pela formação, em função do nível de escolaridade e da experiência profissional. Foi aplicado um questionário após a sua validação de construção e de conteúdo. Os treinadores apontaram a idade de 18 anos como a mínima para acesso à carreira de treinador, e quanto à
escolaridade mínima, a categoria todos foi a mais frequente, já que apenas os treinadores com formação superior em Educação Física e Desporto destacaram a importância do ensino superior. Os treinadores consideraram que a formação deve ser realizada por todas as entidades formalmente reconhecidas. Os treinadores com formação em Educação Física e Desporto apontaram a importância da complementaridade entre a formação federativa e a académica em Desporto. As representações dos treinadores não se diferenciaram em função da experiência profissional.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/9622/7643

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.