Actividade Física e Consumo de Substâncias Tóxicas em Estudantes Universitários

Por: Carla Maria Teixeira, José Vasconcelos Raposo e Pedro Silva.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - n.2 - 2015

Send to Kindle


.Resumo

A população universitária tende a ser vista como estando acima da média no que se refere aos consumos de substâncias tóxicas. Alguma literatura sugere que a prática de activida-de física é um factor de prevenção no consumo de substâncias tóxicas. No entanto, outros estudos indicam que os jovens envolvidos em práticas desportivas apresentam maior ten-dência para consumirem álcool, tabaco e outras substâncias. Com o propósito de con-firmar estes dados levamos a cabo o presente estudo tendo como amostra estudantes universitários que frequentaram regularmente a biblioteca da Universidade. Foi aplicado um questionário a 209 indivíduos, (115 do sexo feminino e 94 do sexo masculino). Através da aplicação de um teste de Mann-Whitney, constatou-se regularidades nos consumos de cerveja, bebidas destiladas e derivados da cannabis significativamente superiores nos praticantes de actividade física. Os resultados apontam para uma relação positiva entre o consumo de determinadas substâncias tóxicas e a prática de actividade física na forma de recreação e lazer. A comparação por sexo evidenciou os indivíduos do sexo masculino como consumidores mais regulares de vinho, cerveja, bebidas destiladas, cannabis e de outras substâncias declaradas. Os indivíduos do sexo feminino, apresentaram consumos mais regulares de apenas medicamentos.

Endereço: https://rpcd.fade.up.pt/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.