Ambiente Escolar e Desenvolvimento Global de Crianças Frequentadoras de Escola Infantil

Por: João Gurgel de Sousa Junior e Rute Estanislava Tolocka.

108 páginas. 2020 27/08/2020

Send to Kindle


Resumo

O ambiente escolar se apresenta com relevante influência no desenvolvimento global das crianças. Para tanto é necessário oferecer as crianças uma escola de qualidade, perspectivada para além dos cuidados assistenciais que favoreça o desenvolvimento das crianças. O desenvolvimento infantil caracterizado como um processo que se inicia na concepção e que se apresenta com mudanças nas estruturas físicas, na maturação neurológica, comportamental, motora, cognitiva, social, afetiva e da linguagem da criança. Objetivo: Avaliar a qualidade do ambiente de instituições de ensino infantil, o desenvolvimento global e o crescimento físico das crianças. Métodos: Foi realizada uma pesquisa de campo, na qual foram observados dez centros urbanos de Educação Infantil escolhidos por sorteio. Foram avaliadas 132 crianças de três a cinco anos pertencentes a uma sala sorteada da escola. Para avaliar o ambiente escolar foi utilizada a Escala de Avaliação de Ambientes de Educação Infantil- ECERS-3. Para avaliação do desenvolvimento global foi usado o Teste de Triagem de Denver II. Foram aferidas as medidas antropométricas e calculados o índice de massa corporal (IMC) e realizada a classificação relacionado a curva de crescimento de peso para idade e altura para idade, considerando recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria. Foi realizada análise descritiva das variáveis e verificada associações entre as mesmas, utilizando-se do teste de Mann-Whitney e do teste G de independência. Resultados: Foram avaliadas 132 crianças com idade média de 53,5 meses, sendo 57 (43,0 %) do sexo masculino e 75 (57,0%) feminino. A nota média da qualidade do ambiente das escolas foi de 2,5 (indicador inadequado) sendo a maior nota 3,0 (indicador mínimo) e a menor 2,3 (indicador inadequado). Quanto ao desenvolvimento global observou-se que 45,5% das crianças foram caracterizadas com desenvolvimento global suspeito e 54,5% como normal. Verificou-se associação estatisticamente significativa entre: o domínio motor grosso, linguagem e motor fino respectivamente com total de notificações (atenção ou atraso) entre todos os domínios, entre a qualidade da escola e o domínio motor grosso e entre a qualidade da escola com a relação altura/idade.Com relação ao crescimento físico, peso para idade encontrou-se 10,6% das crianças com peso fora do esperado, referente a altura por idade 5,1% fora da altura esperada e quanto a avaliação nutricional 26,4% fora do peso esperado. Conclusões: A qualidade do ambiente das escolas não corresponde a níveis satisfatórios. Em relação ao desenvolvimento global número significativo de crianças com desenvolvimento suspeito. No que diz respeito ao crescimento, relevante número de crianças fora do peso esperado bem como fora da altura esperada. Cabe enfatizar a importância dos resultados deste estudo na perspectiva de discussões, reflexões direcionadas aos pais, professores e dirigentes no sentido de melhorar a qualidade do ambiente dessas instituições. Em suma deve se salientar sobre o quão é valioso capacitar os diretores, professores e pedagogos sobre a influência que o ambiente escolar exerce sobre o desenvolvimento infantil, assim como a relevância que o movimento estimulado de forma adequada pode desempenhar para que as crianças atinjam seu potencial de desenvolvimento.

O trabalho não possui divulgação autorizada
 

Endereço: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.xhtml?popup=true&id_trabalho=10567553

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.