Comparação de Variáveis Cardiorrespiratórias Máximas Entre a Corrida em Piscina Funda e a Corrida em Esteira

Por: Carlos Leandro Tiggemann.

Motriz - v.13 - n.4 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar as respostas cardiorrespiratórias máximas entre a corrida em piscina funda (CPF) e a corrida em esteira (CE). Cinco mulheres jovens realizaram dois testes máximos (CPF e CE), realizados com cargas progressivas, até a exaustão dos sujeitos. O consumo de oxigênio (VO2) e a ventilação minuto (Ve) foram avaliados através de um analisador de gases KB1-C (AEROSPORT) e a freqüência cardíaca (FC), através de um freqüêncímetro S610 (POLAR). Utilizou-se Teste t pareado, com p < 0,05 (SPSS 13.0). Os resultados obtidos na CPF para o máximo esforço foram significativamente menores que na CE para as variáveis VO2, Ve e FC. Esse menor comportamento provavelmente ocorreu devido aos efeitos hidrostáticos do meio aquático e ao diferente padrão de recrutamento muscular. Pode-se concluir que a CPF, quando comparada à CE, em protocolo de esforço máximo, causa uma menor demanda cardiorrespiratória para as variáveis estudadas em mulheres jovens.

Endereço: http://cecemca.rc.unesp.br/ojs/index.php/motriz/article/view/1182/1174

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.