Corrida de Rua: Crescimento da Modalidade e Indicativos Mercadológicos do Fenômeno

Por: Eduardo Fantato, José Vítor Vieira Salgado, Mara Patrícia Traína Chacon-Mikahil e Paulo César Montagner.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este estudo baseia-se no fenômeno atual das Corridas de Rua, observando
se o crescimento e a evolução das provas e participantes (CORPORE,
2006; FPA, 2006; SALGADO, 2005). Desta forma objetivou inferir parâmetros
de marketing como segmentação de público e ciclo de vida de um produto.
Para tanto foram analisadas 817 entrevistas válidas, aplicadas aleatoriamente
em corredores de rua de quatro diferentes provas do calendário nacional
(2004): Corrida Integração, Campinas-SP; Maratona de Revezamento Pão
de Açúcar, São Paulo-SP; Volta Internacional da Pampulha, Belo HorizonteMG e Corrida de São Silvestre, São Paulo-SP. Além de diagnosticada uma
grande variedade etária (15 a 92 anos) dos corredores, observou-se também
os variados tempos de prática (iniciantes até mais de 20 anos). Dentre os
motivos que levam os indivíduos a participarem das provas de corridas de
rua, observam-se múltiplas razões (indicação médica, melhora da aptidão
física, relações sociais, lazer, custo), que direcionaram para o início da prática
e a permanência na modalidade. Desta forma, numa visão mercadológica
foi possível observar que a corrida de rua se caracteriza como um fenômeno
esportivo de massa e com vocação para o espetáculo. Envolvendo diferentes
segmentos de público, possibilitando formas de interatividade que são
significativas para a manutenção e aumento deste. Observa-se ainda, a oferta
de nichos específicos, potencializando assim o crescimento de mercado,
caracterizado pelo crescimento das provas e dos participantes. Suporte:
PIBIC/SAE-UNICAMP.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/73_Anais_p387.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.