Dialogos Sobre o Ensino do Esporte Educacional: Uma Pesquisa-ação na Formação Continuada.

Por: Robson Machado Borges.

280 páginas. 2014 20/06/2014

Send to Kindle


.Resumo

O ensino do esporte educacional tem recebido grande atenção da comunidade científica. São inúmeros os estudos que abordam o tema. No entanto a forma como o esporte tem sido ensinado na maioria das vezes, através de um modelo tradicional pautado na execução e na repetição de gestos motores, tem encontrado dificuldades em proporcionar aos alunos condições de atuação de um modo proficiente em um nível recreativo e/ou de lazer. A partir dessa compreensão, torna-se necessária a realização de estudos visando a uma mudança na concepção e na forma de os professores de Educação Física desenvolverem o ensino dos esportes. Entretanto pouco se sabe a respeito do caminho, dos entraves e das possibilidades para que os docentes mudem sua forma de trabalho. Tendo esse contexto como referência, esta pesquisa buscou verificar quais são as consequências de uma experiência de formação colaborativa, nas concepções e nas formas de professores de Educação Física ensinarem esportes com interação entre adversários. Para tanto, operou-se metodologicamente com a realização de uma pesquisa-ação, com cinco docentes que desenvolvem o ensino dos esportes em um programa de iniciação e formação esportiva denominado Atleta do Futuro, do Serviço Social da Indústria do Rio Grande do Sul. Os professores, juntamente com o pesquisador, constituíram um grupo de estudos com o intuito de refletir sobre o cotidiano profissional, estudando temas essenciais a respeito do ensino dos esportes, na tentativa de uma transformação no modo de ensinar as modalidades esportivas. No período de agosto de 2013 a maio de 2014, foram realizados 26 encontros de estudos, sendo 21 teóricos e cinco práticos. Desse modo, foram construídas, com os professores, condições para que pudessem repensar suas atuações docentes. O conjunto dos procedimentos envolvidos permite afirmar que: a) os professores possuíam uma visão parcial do esporte, enquanto fenômeno cultural, pois acreditavam que o desempenho dos alunos em um jogo esportivo depende da capacidade inata/natural, ao passo que o professor teria pouca influência no aprendizado dos discentes. Essa compreensão, inicialmente, dificultou o processo de mudança, sendo superada mediante o estudo de temas sobre o esporte e as argumentações do pesquisador; b) os participantes dessa investigação desconheciam como desenvolver o ensino da dimensão tática; c) a capacidade de identificar problemas na atuação dos alunos está relacionada à forma como o professor compreende o esporte. A partir do momento em que os educadores passaram a enxergar o processo de ensino sob a ótica da abordagem tática, conseguiram identificar dificuldades no desempenho dos alunos que não percebiam antes; d) o estudo propiciou uma mudança na concepção de ensino, contudo não foi suficiente para que houvesse uma transformação na forma de atuação dos docentes em suas aulas. Para atingir essa meta, foram necessários estudos práticos; e) à medida que os professores foram postos frente a evidências que apontam e demonstram como ensinar, tornando possível uma visualização do aprendizado, eles se convenceram sobre esse tema. Logo, a mudança de concepção passa por uma questão de convencimento; f) a realização de aulas práticas no grupo de estudos, em que os docentes avaliaram as aulas ministradas pelos outros integrantes, ampliou as possibilidades de compreensão sobre como fazer; g) os docentes passaram a trabalhar visando ao aprendizado dos alunos, priorizando o conhecimento procedimental do conteúdo; h) a pesquisa-ação, enquanto metodologia de investigação, constituiu-se como uma excelente ferramenta para condução de estudos desta natureza, evidenciando que pode ser útil em pesquisas com outros grupos de docentes, na busca de mudança de concepção a respeito dos conhecimentos procedimentais dos esportes; i) a atuação do pesquisador, na pesquisa-ação, tem grande relevância no processo e constitui-se como um aspecto importante a ser considerado em outras pesquisas com essa característica; j) podem ser apontadas como fontes da transformação da mudança de concepção nesse estudo: a compilação de assuntos pontuais abordados nos encontros, o processo de reflexão crítica, as explicações e demonstrações realizadas pelo pesquisador de forma insistente, com argumentações convincentes, e a vivência prática; k) é possível uma mudança nas concepções e nas formas de os professores de Educação Física ensinarem os esportes com interação entre adversários. Os educadores que atuam sob a ótica do modelo tradicional podem mudar sua capacidade de compreender o fenômeno esportivo. Todavia o empreendimento é longo, trabalhoso e precisa estar bem ancorado em fundamentos teóricos relacionados à dimensão tática, aliando o estudo teórico ao estudo prático e sendo conduzido por pesquisadores com expertise em relação ao tema

Endereço: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/101487

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.