Diferentes Estratégias de Promoção à Saúde do Trabalhador e Seu Impacto na Qualidade de Vida

Por: Antonio José Grande.

2011

Send to Kindle


.Resumo

Programas de promoção à saúde do trabalhador ganharam significativa importânciacenário mundial, uma vez que o local de trabalho pode ser utilizado para iníciointervenções para alteração de comportamentos relacionados à saúde com intuitomelhorar a qualidade de vida e saúde do trabalhador. Dessa forma, o objetivo do trabalho
foi investigar as diferentes estratégias de intervenções no ambiente de trabalho e seu
impacto na qualidade de vida de trabalhadores de empresas do ramo de escritório da cidade
de Londrina, Paraná, Brasil. Participaram da pesquisa 172 trabalhadores com médiaidade 25,56 ± 6,01 com perda amostral de 9,5%. Para tanto foram investigadas quatro
empresas, cada uma recebeu uma intervenção diferente por um período de três meses.empresa A recebeu ginástica laboral (GL) e as informações sobre qualidade de vidasaúde; a empresa B recebeu somente a GL; a empresa C recebeu somente as informações
sobre qualidade de vida e saúde; e a empresa D não recebeu intervenção (controle). A GL
foi aplicada por três meses em dias intercalados durante 15 minutos, três vezes na semana
no total de 39 sessões. As informações sobre qualidade de vida e saúde foram compostas
por 24 mensagens, inclusas em um software computacional e em cartazes. A mensuração
da qualidade de vida foi realizada por meio do questionário de Avaliação da QualidadeVida e Saúde (QVS-80) sendo aplicado pré e pós-intervenção. A qualidade de vida foi
avaliada em quatro domínios: percepção de saúde, prática de atividade física no lazer,
ambiente ocupacional e percepção de qualidade de vida. A empresa que recebeu todasintervenções (EA) e a empresa com GL (EB) melhoraram significativamente o domínio
ambiente de trabalho (p<0,01). A EB (somente GL) reduziu a prática de atividade físicalazer (p<0,05). Quando analisada qual questão mais influencia de forma negativaqualidade de vida, observou-se que a prática de atividade física por motivos estéticos foimais frequente. A empresa que teve somente GL aumentou em 3,7 vezes o númerotrabalhadores com ausência de dores (p<0,05). A partir dos dados pode-se concluir queempresas que receberam a GL demonstraram promover melhor benefício no domínioambiente de trabalho e reduziram o número de trabalhadores com reclamações de dor.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.