Efeitos do Uso da Máscara Para Análise de Gases Sobre Variáveis Fisiológicas e Perceptuais Máximas e Submáximas Durante Um Teste Incremental. Danilo Fernandes Da SILVA* Fábio Yuzo NAKAMURA** Fabiana Andrade MACHADO

Por: Danilo Fernandes da Silva, Fabiana Andrade Machado e Fábio Yuzo Nakamura.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.30 - n.3 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo determinar os efeitos do uso da máscara para análise de gases sobre variáveis fisiológicas e perceptuais máximas e submáximas durante um teste incremental. Foram avaliados 21 corredores recreacionais de “endurance” (VO2max: 54,0 ± 7,6 mL·kg-1·min-1) com idade entre 30 e 49 anos. Os mesmos foram submetidos a dois diferentes testes incrementais em ordem aleatória para determinação da MVA, sendo utilizado em um deles o equipamento para análises de gases e no outro não. A velocidade pico em esteira foi determinada com base no ajuste de KUIPERS et al.17.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1807-55092016000300523&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.