Efeitos da Ginástica Laboral em Servidores da Reitoria da Ufsc

Por: e Profa. Dra. Maria de Fátima da Silva Duarte.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.8 - n.4 - 2000

Send to Kindle


.Resumo

Este artigo teve como foco principal analisar as alterações na flexibilidade, percentual de gordura e pressão arterial, provocadas por um programa de promoção da saúde, junto a trabalhadores da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina. À amostra, composta por 26 funcionários, foi aplicada uma série de testes físicos e questionários. Aqui serão apresentados os resultados dos testes que mediam a flexibilidade, força, percentual de gordura e pressão arterial. Durante quinze minutos, três vezes por semana e num período de quatro meses, esses funcionários atenderam à 54 sessões de ginástica laboral. Eles também freqüentaram palestras mensais e foram expostos a dicas semanais sobre atividade física e saúde. Através da análise estatística, constatou- se que houve melhoria significante (p<0,05) do percentual de gordura, da pressão arterial, da flexibilidade, medida pelo teste de Sentar e Alcançar, do aumento de amplitude da abdução do ombro, da hiperextensão do cotovelo, da flexão do punho, da extensão do quadril, da flexão do joelho e da hiperextensão do joelho. O programa de promoção da saúde, inclusive, mostrou-se capaz de implementar alterações no estilo de vida de seus participantes. PALAVRAS-CHAVE: ginástica laboral, flexibilidade e programa de promoção da saúde.

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.