Estudo Descritivo Sobre a Ocorrência de Teses Sobre o Esporte nos Programas de Pós-Graduação no Brasil

Por: , , Anelise Reis Gaya, e .

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.40 - n.4 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Sobre o olhar analítico às teses de doutorado sobre esporte entre 2010 e 2015 no Brasil o objetivo deste artigo é investigar se há indicadores que permitem visualizar a configuração de saberes científicos que ultrapassem as fronteiras disciplinares. É um estudo descritivo. No banco de teses da Capes e da Biblioteca Digital Brasileira (IBICIT), selecionamos 93 teses. Os resultados sugerem que embora identifiquemos em alguns cursos de doutorado das ciências humanas, sociais e da educação a flexibilização das fronteiras disciplinares, as análises não permitem sugerir a hipótese de que estejamos constituindo conhecimentos transdisciplinares. O conhecimento mantém---se numa abordagem multidisciplinar, portanto, isolado nos limites entre as fronteiras de seus objetos de estudo.

REFERÊNCIAS

Amaral S, Ribeiro O, Silva DS. Produção científica acadêmica em políticas públicas do esporte e lazer no Brasil. Motrivivência;. 2014;6(42):27-40. [ Links ]

Burke P. Fronteiras culturais: barreiras e contatos. In. Revista Cult. São Paulo, abril. 2007. [ Links ]

Canclini NG. Culturas Híbridas: Estratégias para entrar e sair da modernidade. 4a Ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; 2003. [ Links ]

Cunha e Silva P. O lugar do corpo. Elementos para uma cartografia fractal. Lisboa: Instituto Piaget; 1999. [ Links ]

Dussel I. O currículo híbrido: domesticação ou pluralização das diferenças? In: Lopes A, Macedo E. (Orgs.) Currículo: Debates Contemporâneos. São Paulo: Cortez, p.55-77, 2002. [ Links ]

Ferreira ALP, Vlastuin J, Moreira TS, Medeiros CC, Marchi Junior W. Notas sobre o campo da Sociologia do Esporte: o dilema da produção científica brasileira entre as Ciências Humanas e da Saúde. Movimento. 2013;19(2):251-75. [ Links ]

Gadini SL. Do hibridismo à mestiçagem cultural em Peter Burke e Luis Beltrão: tensões e sincretismos dialógicos da falkcomunicação com paradigmas interdisciplinares. Razón y Palabra. 2013, 17(4):178-89. [ Links ]

Gaya A. As ciências do desporto nos países de língua portuguesa: uma abordagem epistemologica. Porto: Gráficos Reunidos; 1994. [ Links ]

Gaya, A. O Jogo de Bola entre os Espelhos.;1; In. Gaya, A. e Col. educação física: ordem, caos e utopia. Belo Horizonte: Casa da educação física; 2014, 89-97. [ Links ]

Lazzaroti Filho A, Silva AM, Nascimento JV, Marcarenhas F. Modos operandi da produção científica de educação física: uma análise das revistas e suas veiculações. Rev Edu Fis. 2012;23(1):1-14. [ Links ]

Lüdorf SMA. Panorama de pesquisa em educação física d década de 90: análise dos resumos de dissertações e teses. Rev Edu Fis. 2002;13(2):19-25. [ Links ]

Morin E. Introdução ao pensamento complexo. 4a ed. Lisboa: Piaget; 2003. [ Links ]

Oliveira PAS, Castro PHZC, Lüdorf SMA. A produção científica no novo milênio: o caso do doutoramento da USP Centro Esportivo Virtual. XIV Congresso de educação física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa. Belo Horizonte. 2012. [ Links ]

Reppold Filho AR. In Search of Academic Identity: Physical Education, Sport Science and the Field of Human Movements Studies. Tese (Doutorado em Educação): Escola de Educação, Universidade de Leeds, 2000. [ Links ]

Rosa S, Leta J. Tendências atuais de pesquisa em educação física Parte 1 Uma análise a partir de periódicos nacionais. Rev Bras Educ Fis Esporte. 2010;24(1):121-34. [ Links ]

Rufino LGB, Darido SC. A produção científica em pedagogia do esporte: análise de alguns periódicos nacionais. Conexões. 2011;9(2):110-32. [ Links ]

Souza JPM. Manifestação das “guerras das ciências” no campo científico da educação física. Atos de pesquisa em educação. 2011;6(2):447-69. [ Links ]

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32892018000400346

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.