Examinando as Ações Táticas Ofensivas Realizadas Por Jovens Futebolistas de Diferentes Contextos Competitivos

Por: Claudio Kravchychyn, Insook Kim, Leandro Rechenchosky, Marcos Magossi, Matheus Oliveira Jaime, Paulo Henrique Borges, Vanessa Menezes Menegassi e Wilson Rinaldi.

Journal Of Physical Education - v.31 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O estudo examinou ações táticas ofensivas realizadas por jogadores de futebol sub-15 em diferentes contextos competitivos. Foram analisados 34 jogos disputados por clubes sub-15 de três diferentes contextos competitivos, sendo estes: brasileiro nacional (BN), brasileiro regional (BR) e italiano nacional (IN). Cinco categorias foram utilizadas para analisar as ações futebolísticas ofensivas: "número de jogadores envolvidos" (NJ), "toques sobre a bola" (NT), "passes" (NP), "mudanças de corredor" (NTC) e "duração da posse de bola". ”(TRA); os resultados foram codificados usando o software Match Vision Studio®. O BN apresentou valores maiores nas cinco categorias ofensivas (p <0,05) quando comparado ao IN. A regressão multinominal evidenciou contribuições relativas de NJ e NP nas chances de resultados no BN. O aumento de um jogador envolvido na ação ofensiva diminuiu em 84% as chances de “êxito total” em relação a “sem êxito” (p <0,05). O desempenho de cada passe adicional aumentou em 4,9 vezes a chance da jogada terminar em “êxito total” e 4,7 vezes (p <0,05) em “êxito parcial” quando comparado à categoria “sem êxito”. O NJ na ação e o NP tiveram influência direta no resultado das ações ofensivas do BN

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/43786

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.