Gastos com Internações Hospitalares Por Doenças Relacionadas à Inatividade Física no Brasil

Por: Flávio Renato Barros da Guarda, Isabel de Jesus Brandão Barreto, Paloma Beatriz Costa Silva, Rafaela Niels da Silva e Shirlley Jackllanny Martins de Farias.

Lecturas: Educación Física y Deportes - v.25 - n.265 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

Objetivo: Descrever os gastos com internações hospitalares por doenças relacionadas à inatividade física (DRIF) no Brasil em 2018. Métodos: Estudo descritivo, de corte transversal, cuja fonte de dados foi o Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde. Resultados: As internações por DRIF geraram um gasto de R$1.436.896.691,00 para o SUS, representando 10,49% do gasto com todas as internações. As doenças do aparelho circulatório provocaram um gasto de R$1.104.707.722,68; as internações por câncer de mama e de colón promoveram gastos de R$139.028.192,79 e R$100.418.450,53, respectivamente, e as internações por diabetes mellitus demandaram R$92.679.325,08 dos cofres públicos. Conclusão: Os gastos com internações por doenças relacionadas à inatividade física denotam a necessidade de (re)orientação das políticas públicas, sobretudo as de promoção da saúde, pois o aumento da prática de atividade física pode contribuir para a redução dos gastos com internações e permitir a realocação de recursos para outras ações em saúde.

Endereço: https://www.efdeportes.com/efdeportes/index.php/EFDeportes/article/view/2061

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.