Send to Kindle


Nos anos 80, a Secretaria de Educação do Estado do Maranhão lançou o Projeto de Monografias Municipais visando colher informações básicas sobre os municípios, a serem aplicadas no ensino dos Estudos Sociais. Trabalho iniciado em 1981 pelo Projeto de Coordenação e Assistência Técnica ao Ensino Municipal implantado no estado em 1977, para atender somente aos municípios da Baixada Maranhense, e posteriormente estendendo sua atuação a outros. São dessas monografias que tiramos as informações sobre os esportes e a recreação desses municípios.

Além das monografias, está-se utilizando livros lançados sobre as histórias das diversas comunidades maranhenses. As fontes, estão indicadas quando da utilização de uma ou outra obra. 

Ainda, alguns levantamentos foram feitos por alunos do CEFET-MA, do curso de Licenciatura em Biologia, disciplina Educação Física, naquelas cidades em que ministrei aulas e/ou por alunos do Curso Seqüencial de Educação Física da UEMA, da disciplina História da Educação Física e dos Esportes. Nesses casos, os pesquisadores estão citados nos seus respectivos levantamentos da memória de suas cidades.

Onde não estão indicados, é de minha autoria...

Atualmente (2006) o Estado do Maranhão possui 217 (duzentos e dezessete) municípios.

1612 – com a chegada dos franceses, capitaneados por Daniel de LaTouche, tomou-se conhecimento de diversas aldeias, dentre as quais a de Cumã, habitada por índios da mesma nação dos da Ilha Grande (Upaon-Açú); cerca de 15 a 20 aldeias se distribuíam pelas margens do Rio Cumã – “lugar onde se come peixe”.

O principal da Aldeia de Cumã designava-se Itaoc-Mirim ou Itaoca-Mirim, de “ita” pedra, “oca” casa, “mirim”, pequena.

1618 - Mathias de Albuquerque, filho de Jerônimo de Albuquerque, atacou a aldeia de Cumã, promovendo grande chacina

1633 – criada a Capitania de Cumã, cujo primeiro donatário foi Antonio Albuquerque Coelho de Carvalho

17(00?) – os missionários que habitavam Tapuitapera (Alcântara) promoviam periódicas excursões na direção das aldeias de Cumã. Com o desenvolvimento da população da fazenda Guarapiranga, erguida próxima ao vale de Jacumã, pertencente a João Teófilo de Barryos (Barros), pai de José Bruno de Barros.

1755 – José Bruno de Barros (nascido em 1719) requer a construção de uma capela e a presença de um pároco, em sua fazenda Guarapiranga, herdade de seu pai.

1758 – José Bruno de Barros doa à Coroa a sua fazenda Guarapiranga.

1759 – é criada a Vila de Guimarães, sob o nome de São José de Guimarães, e incorporada à Comarca de São Luís

1835 – Guimarães foi incorporada à Comarca de Alcântara; o município era composto de dois distritos – o de Guimarães e o de Santa Helena

- Vila de São José de Guimarães foi dividida em três frequesias – Gumarães, Santa Helena, e Cururupu.

1838 – A Comarca de Alcântara foi dividida em duas: Alcântara e Guimarães

1956 – Guimarães sagra-se campeã do Torneio Intermunicipal, com Enéas, Hélio, Curuçá, Celso Coutinho, Orlando, /armandinho, Juquinha, Leudes, Mario Veloso, e Lourival; reservas: Dequinha, Mole, Poé, Milton Prego, e

1957 – Vice-campeã do Torneio Intermunicipal, ganhando de 1x0 de São Vic ente de Ferrer; na final, o árbitro Antonio Bento prorrogou o tempo até o empate; na prorrogação, Guimarães foi derrotada por 1x0

Década de 1970 – na administração Celso Coutinho (1970-1971) foi construída a Quadra Poli esportiva “Profa. Mary Santos”

- na administração Agenor Gomes Filho (1973-77) foi construído o campo de futebol do povoado Cumã.

Fonte: CARDOSO, Manoel Frazão. O MARANHÃO POR DENTRO. São Luis: Lithograf, 2001, p.226-230; OLIVEIRA, Paulo. GUIMARÃES NA HISTÓRIA DO MARANHÃO.  São Luís: (s.e.), 1984; OLIVEIRA, Paulo.  PARABÉNS, GUIMARÃES, PELOS TEIS248 ANOS!. Guimarães: SEGRAF, 2006; FURTADO FILHO, Douglas. HISTÓRIA DOS DIAS VIEIRAS (Livro de Família). São Luís: (s.n.), 2000

ATLETISMO

Aldirene Monteiro Silva

Domingas de Jesus Fonseca Borges

Wilza Malheiros Silva

1979 – Os Professores Rui Moreira, Cláudio Thomas e Izabel Pinheiro participaram de um curso de capacitação na área de educação física, promovida pelo Departamento de Educação Física, Esportes e Recreação, em São Luís, onde várias modalidades de esportes foram trabalhadas, dentre elas, o Atletismo

- ao retornarem ao município, implantaram o atletismo nas aulas de educação física

1981 – Primeira Olimpíada organizada por professores da Escola Nossa Senhora da Assunção, com jogos em várias modalidades: Voleibol, Basquetebol, Handebol, Natação; no Atletismo foram disputadas corridas, revezamentos, saltos, corridas com obstáculos; destacaram-se os estudantes José Ribamar Araújo (salto em distância), José de Ribamar Azevedo (salto em Altura)

1987 – realização dos Jogos Olímpicos Vimarense, organizados por uma comissão Municipal de Esportes e Lazer, da qual faziam parte José Maria Silva, Joião Raimundo Costa Pontes, Aelson de Jesus Martins, Valbemir Pestana, Joselita Sousa, Carmenilde Coimbra, disputadas as seguintes modalidades: Natação, ciclismo, meia maratona (5.000 metros), salto triplo, salto em distância, e em altura, canoagem e jogos de quadra. Participaram alem da comunidade, 70% dos alunos de 1º. E 2º. Graus.

1996 – surge a ONG Grupo Desportivo Voluntário – GDV -, que organiza a cada 31 de dezembro a Maratona da Paz, tendo como destaque, por três anos consecutivos, Sandra Cristina Lopes, na categoria feminina (Maratona de 10 km); na categoria Máster, Jiquiri venceu por dois anos alternados.

Fontes: entrevistas concedidas as autoras por

- JANSEN, José Raimundo. Professor de Educação Física, coordenador de eventos, Casa da Cultura Gastão Dias Vieira

- PONTES, José Raimundo Costa. Professor de Educação Física, coordenador de eventos, Casa da Cultura Gastão Dias Vieira

- AGUIAR, Abibel Francisco Mondego de. Professor de Educação Física e de História, coordenador de ensino fundamental

BASQUETEBOL

Antonia Maria Farias

Clarice Moreira Maciel

Denildes Teixeira França

1970 – o Basquete foi trazido para esta cidade por um canadense chamado Jorge, que começou a treinar com grupos de pessoas aos finais de tarde, como forma de lazer.

1980 – Vespasiano Abreu da Hora, funcionário da SEDEL, ministrou um curso de educação física para professores, incluindo dentre as modalidades o Basquetebol.

1981 – Realizada a primeira Mini-Olimpiada na unidade escolar Nossa Senhora da Conceição, havendo competições inter-classes, sendo organizada pelos professores Rui Moreira, Pereira, Izabel Pinheiro, Regina Assunta e outros.

1982/2004 – o Basquete continua sendo praticado nas escolas somente com competições escolares, no período de campeonatos de ano em ano.

2005 – as competições contionuam sendoi importantes, levando os alunos a terem um desempenmho máximo para defenderem suas equipes, com as disputas acontecendo entre classes e turnos

Fonte: JANSEN, José Raimundo; MARQUES, Alcivon Mondego. Entrevista concedida as autoras.

LOPES, Antonio Reginaldo. Entrevistas

CAPOEIRA

Leopoldo Gil Dulcio Vaz

1970 – a prática da Capoeira já era realizada em várias comunidades quilombolas existentes no Município; mas foi no ano de 1970 que efetivamente se tornou prática sistemática, quando Valmir Moreira, durante os festejos realizados no povoado de Damásio (agosto) convidou Mestre Evandro para uma apresentação e, a partir daí, foi constituído um núcleo de ensino; Mestre Evandro vinha periodicamente, para a festa, e dava mais algumas aulas. O grupo iniciou-se em Damásio, com jovens da cidade vindo tomar aulas com Valmir.

2000 – Mestre Evandro cria o núcleo Mara-Brasil na cidade de Guimarães, deixando Valmir responsável, junto com seu aluno Fuzuê.

2005 – o aluno de Evandro, Boneco, passa três meses dando aulas no núcleo do Mara-Brasil em Guimarães, reestruturando o grupo; ficam responsáveis pelas atividades os alunos Aldemir de Jesus Araújo Filho - o Cobra, 21 anos, 7ª. corda -; Luzeney Pereira Maia – o Café, 7ª. corda; Osvaldino Junior – o Tartaruga, 7ª. corda.

- foi apresentado um Projeto junto a Secretaria de Cultura, para implantação da Capoeira nas escolas municipais, e sua inclusão nos jogos escolares; devido ao pequeno tempo disponível entre a entrada do projeto e a realização dos jogos, não foi possível nem a implantação, nem a realização do evento, o que se espera aconteça a partir de 2006.

2006 – o grupo encontra-se inativo, devido as férias escolares; conta com  cerca de 40 alunos, com idade entre 10 e 17 anos, com treinamentos duas vezes na semana, das 18 as 19 horas; não é cobrada mensalidade, apenas a aquisição do uniforme oficial do grupo Mara-Brasil, que custa entre R$ 23,00 e R$ 25,00.

FUTEBOL

Doralice de Jesus Machado Maia

Jodelma do Nascimento Peres

Josenilce Trindade Louzeiro

Zailma de Jesus Lemos Lima Marques

DÉCADA DE 1950 – o Futebol foi organizado por Felinto Goulart de Araújo e outros articuladores. Foram formadas duas equipes, o América Futebol  Clube, formado por atletas negros e o Guarapiranga, formado por brancos, elementos da elite vimarense; havia muita rivalidade entre as duas equipes. O primeiro estádio de futebol recebeu o nome de Felinto, e atualmente está extinto e o espaço físico foi cedido a construção do prédio Paulo Freire.

1956 – Guimarães torna-se campeão do Torneio Intermunicipal, vencendo a seleção de Bacabal; os jogadores foram: Enéas, Hélio, Curuçá, Celso Coutinho, Orlando, Arnaldinho, Juquinha Goulart, Leudes Campos, Lourival, Mário Veloso, autor dos gols que levaram a vitória; o goleiro era Camundá.

1957 – Guimarães sagra-se vice-campeão do Torneio Intermunicipal, jogando contra São Vicente de Ferrer. Dizem que na partida final, o árbitro, Antonio Bento, não encerrava a partida mesmo o tempo ter-se esgotado, só o fazendo com o empate de São Vicente; na disputa por pênaltis, vence a partida e Guimarães fica em segundo.

DÉCADA DE 1960 – o futebol vimarense parecia declinar; para reativa-lo novas agremiações foram organizadas com o objetivo de faze-lo renascer, incentivados por Pedro Lobato; as equipes da época eram Bangu Futebol Clube, AVI, Internacional, devido usa organização ganharam vários títulos e troféus nos campeonatos internos. Os jogos geravam renda, as despesas eram atendidas pelos colaboradores Laudelino, Reginaldo Lopes, Válber, Pedro Louro, Pereira e outros.

DÉCADA DE 1970 – o futebol já não possui uma organização oficial, novas equipes de estudantes, principalmente Nossa Senhora da Assunção organizaram torneio internos.

DÉCADA DE 1980 – muitos times foram criados, dentre eles o Maruim, Barcelona, Londrina, Beira-Mar, Ponte Preta, e outros.

DÉCADA DE 1990 – o futebol começa a entrar em decadência, tenta equilibrar-se com a colaboração do sr. Válber; os times foram Palmeiras, Juventus, Ájax, Barcelona, João Paulino, e Real Madri; participaram de campeonatos entre povoados vizinhos para diversão, geralmente em épocas festivas.

ATUALMENTE – o futebol vimarense não possui uma organização, encontrando-se sem estrutura; o município não possui estádio, e um esta em construção, sem previsão de término.

Fonte: Lopes, Reginaldo; Macedo, Laudelino; Pereira, Válber. ENTREVISTAS

FUTSAL

Ana Celeste Coelho Araújo

Maria Izabel Costa Louzeiro

Vânia Maria Anchieta

1970 – implantação do Futsal na Escola Nossa Senhora da Assunção pelos professores José Maria Silva Mondego, Mario Pontes Filho, Rui da Silva Moreira e Alibel Francisco de Aguiar

1979 – Organizada a primeira Olimpíada Vimarense pela Comissão Municipal de Desportos e Lazer – COMDEL -, por Rui da Silva Moreira, Izabel Pinheiro e Cláudio Tomás

1987 – Organização dos Primeiros Jogos Olímpicos Vimarenses, por João Raimundo Costa Pontes, Aelson Martins, Jose Maria Silva Mondego, Valdemir Pestana

1988 – Campeonato Juvenil na Escola Nossa Senhora da Assunção, entre as séries de 5ª. a 8ª. , com destaque para os seguintes alunos: Arlen Kackson, Halisson, José Ribamar, e Luis Carlos e outros

1990 – Organização de diversos torneios organizados pelo Prof. José Maria Mondego, nas seguintes escolas: U. I. Dr. Urbano Santos, U. E. São José (CEMA), U.E. Antonia Carvalho, Escola Nossa Senhora da Assunção, Centro de Ensino Médio Nossa Senhora da Assunção

2005 – João Raimundo Costa Pontes instituiu o Campeonato  Escolar e Municipal nas escolas Paulo Freire e U. I. Dr. Urbano Santos, U. E. São José (CEMA), U.E. Antonia Carvalho, Escola Nossa Senhora da Assunção, Centro de Ensino Médio Nossa Senhora da Assunção

2006 – o Futsal está em fase preparatória para retornar suas atividades de campeonato a se realizar no mês de maio

Fontes: MARQUES, Alcion Mondego. Entrevistas

MONDELO, Alibel Francisco Aguiar. Entrevistas

MARTINS, Dílson. Entrevistas

JANSEN, José Raimundo. Entrevistas

HANDEBOL

Altamira Costa Nascimento Goulart

Delciane Santos Silva

Maria Inês da Glória F. Coelho

Marinalva Silva

1979 – Alguns professores participam de um curso em São Luís, promovido pela então Secretaria de Desportos e Lazer – SEDEL -; quando do retorno o Handebol foi introduzido nas escolas pelos professores Rui Moreira, Isabel Pinheiro e Cláudio Tonio.

1981 – realização da I Mini-Olimpíada, com a disputa de várias modalidades esportivas, dentre as quais o Handebol; a equipe campeã foi a da 2ª. série da ensino médio, com as seguintes jogadoras: Laurenice (goleira); Carmenilde, Niridalva, Almerinda, Joana Costa,  Maria José Pimenta, Dinorah, e o técnico foi Rui Moreira.

1987 – realizado os Jogos Olímpicos Vimarenses, como seguimento da Mini-Olimpíada (1981), disputadas várias modalidades esportivas, dentre elas, o Handebol; esses jogos foram realizados pela Comissão Municipal de Desportos e Lazer – Comdel -, pelos professores Aelson de Jesus Martins, José Maria Mondego, João Raimundo Costa Pontes, Joselita Pereira Sousa, Carmenilde Coimbra, Valdemir Pestana

2005 – o Handebol é praticado apenas nas escolas de Ensino Fundamental e Médio

Fonte: AGUIAR, Alibel Francisco Mondego; COIMBRA, Carmenilde; PONTES, João Raimundo Costa. ENTREVISTAS

VOLEIBOL

Andréa Cristina A. Louzeiro

Claudete Costa Ribeiro

Edilma de Jesus Abreu Soares

Neil Hnerique Lemos Costa

1968 – a modalidade esportiva Voleibol é parte integrante da Educação Física da Escola Nossa Senhora da Assunção; praticada de maneira informal, de improviso, tendo a orientação esporádica do prof. Rui Moreira, que também praticava a modalidade.

1970 – inauguração da quadra de esportes Profa. Mary Santos, na administração Celso Coutinho, onde o Voleibol é praticado como última opção em relação às outras modalidades.

1981 – realização de um curso de esportes, pelo governo do Estado, tomando parte no mesmo os professores Rui Moreira e Izabel Pinheiro; um curso de Voleibol foi ministrado pelo canadense Cláudio; por influencia dos ensinamentos recebidos no curso, a Escola Nossa Senhora da Assunção realizada uma Mini-Olimpíada inter-classes, com a disputa do Voleibol, sendo campeão masculina a 7ª. série A matitina e vic e a 5ª. série A matutina;

1984 – influenciado pela geração medalha de prata das Olimpíadas de Los Angeles, o Voleibol vimarense sofre uma maior difusão, sendo praticado com maior intensidade nas ruas, salões e quadra.

1987 – Implanta-se a COMDEL – Comissão Municipal de Desportos e Lazer -; o Voleibol é praticado de forma padronizada, com técnicas e regras, tendo maior participação de orientadores como Carmenildes, Joselita e José Jansen, c hegando a formar uma seleção masculina, que alcançou a medalha de bronze na Olimpíada Regional realizada no município de Mirinzal

1989 – Surge o Íbis, a primeira equipe com uniformes em cores padrão e escudo, fundado por José Inácio; surge também duas equipes formadas por alunos da Escola  Nossa Senhora da Assunção.

1995 – surgimento da equipe “Filhos de Guimarães”, resultado da força de vontade de vários adolescentes liderado por Inaldo Lemos Lopes (Rock); inmicia-se um novo ciclo do Voleibol vimarense, realizando vários amistosos em municípios da região.

2005 – este esporte apresenta um perfil não muito dinâmico, ausentes até mesmo nas atividades escolares, falta de estrutura física, e apoio do poder público, sendo praticado apenas aleatoriamente por uma parcela minoritária da clientela juvenil vimarense.

Fonte: PEREIRA, Válber Ferreira. Entrevistas

LÚDICA POPULAR

Josenira Lemos dos Santos

Laurizete de Jesus Serrão

Maria da Graça Amaral Pontes

Ronise Maria Pereira Fonseca

BRINCADEIRAS INFANTIS – papagaio (pipa); peteca (bola de gude); corda, boca de forno, pião, cai no poço, pata cega. Cantigas de roda.

JOGOS DE SALÃO – baralho (se destacam os srs. Olavo Cardoso, Mário Veloso, Bigodinho, dentre outros), dama (realizados diversos capempeonatos: 1977  - campeão: Raimundo Nonato Jansen; 1988: campeão: Raimundo Nonato Jansen; 1999 – campeão: César Basola e vice Almintas Capistrano Martins); dominó (praticado em forma de lazer, destacam-se Olavo Cardoso, Mateuzinho, Caboclinho, José Urutu, Nhonhozinho, Pedro Cuioté, dentre outros); o xadrez quase não se pratica mais;; no jogo do dominó,

FOLGUEDOS – brinca-se o Carnaval (escolas de samba, blocos organizados, casinha da roça, barca, Apache, sarameu, com manifestações que acontecem na rua); as Festas Juninas (destacando-se o Bumba-meu-Boi nos sotaques de Zabumba, Orquestra; tambor de Crioula; Quadrilha, Dança Portuguesa, Cacuriá, Dança do Boiadeiro, Dança Cigana, Dança da Fogueira de São João. As brincaderias dos Bumba-Bois são as mais conhec idas, apresentando-se no período junino na Capital; o Tambor de Crioula destaca-se no Quilombo do Damásio); e Festas Comunitárias (Festa do Padroeiro da cidade de São José de Ribamar, Festa do Divino, encenação de Pastores e de Reis, São Sebastião, Santa Luiza).

Fonte: GALDEZ, José Ribamar; SANTOS, Renato C. Bazola dos; PIMENTA, Benedito. ENTREVISTAS

EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTIVA

Delzuita Maria Baeta Basola

Gracilene Ribeiro Cerveira

Laudelino Macedo

As atividades físicas em Guimarães são realizadas aleatoriamente, em qualquer ambiente – ruas, esquinas, pátios de escolas, praias, rios, quadras de alguns estabelecimentos de ensino, campo de futebol, etc.

Os estabelecimentos de ensino mantêm as atividades físicas apenas para cumprirem o estabelecido na grade curricular, imposta pelo Conselho Estadual de Ensino.

Além dessas atividades de cunho obrigatório, há aquelas voluntárias, de lazer, realizadas por rapazes e moças, em alguns dias da semana, como caminhadas – em distâncias de 1 a 15 km  -; grupos de jovens estudantes jogando pelada em alguns espaços disponíveis pela cidade; atletas de futebol fazendo exercícios físicos em algum campo.

Quanto as atividades promovidas pelos poderes públicos, existem poucas, destacando-se caminhadas para idosos e exercícios leves.

O grupo de estudo ficou responsável pelo preenchimento da Pesquisa de Informações Básicas Municipais – suplemento de esporte, com dados atualizados;

- responsável pelo órgão gestor do esporte: Alcivon Mondego Marques;

- a PMG não mantém política para o setor;

- a PMG mantém três funcionários administrativos ligados ao setor de esportes;

- o município não possui Conselho Municipal de Esporte;

- a Lei Orgânica trata do Esporte, mas é ignorada;

- não existem outras leis municipais que regulamentam o esporte

- não existe fonte de recursos para o esporte no orçamento municipal;

- o município não mantém qualquer convênio ou parceria para o desenvolvimento do esporte;

- não existem ações, projetos e programas para o esporte para o ano de 2006;

- a PMG executou algumas ações da área de esportes em 2005, apenas destinadas a idosos, e para crianças e jovens, sem contudo ser especificado quais ações foram essas;

- em 2005, foram executados dois eventos de esportes e lazer, na área municipal apenas, com utilização de espaços adaptados; quanto quais esportes, consta apenas um evento de Atletismo;

- consta que em 2005, a PMG tenha elaborado um calendário de eventos, porem não é explicitado o que consta desse calendário, que seria na área do esperte e lazer;

- quanto as instalações esportivas da PMG, em 2005, consta apenas uma quadra descoberta, em estado precário de conservação; e um estádio de futebol que se encontra sem utilização, devido a estar em obras, paralisada;

Fonte: MARQUES, Alcivon Mondego. ENTREVISTA

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.