Há Relação da Carga Interna e Externa do Treinamento Aeróbio com Variabilidade da Frequência Cardíaca em Mulheres?

Por: Charles Ricardo Lopes, , Felipe Ornelas, Márcio A.g. Sindorf, Marlene Aparecida Moreno, Michael R Esco, Moisés Diego Germano e .

Journal Of Physical Education - v.31 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo foi investigar a relação da carga interna de treinamento (CIT), carga externa de treinamento (CET) e variabilidade da frequência cardíaca (VFC) em mulheres. 16 mulheres (48,2 ± 6,4 anos) realizaram medidas de VFC em repouso (variável lnRMSSD – modulação cardiovagal) e o teste incremental de caminhada (TIC) antes e depois de 12 semanas de treinamento aeróbio. O limiar da VFC (LVFC) foi utilizado para prescrição da CET. A percepção subjetiva de esforço (PSE) foi utilizada para cálculo da CIT. O valor de CIT encontrado nas 12 sessões foi de 2878 ± 380 unidades arbitrárias e para CET de 36822 ± 5852 m. Foi observada diferença significativa para lnRMSSD (3,14 ± 0,30 vs. 3,43 ± 0,38 ms−1; P = 0.001). Verificou-se uma correlação grande entre lnRMSSD basal e TIC (r = 0.73, P = 0.001), LVFC (r = 0.67, P = 0.004)  e CIT (r = 0.62, P = 0.011). Foi encontrada uma correlação muito grande entre a mínima diferença detectável individual do lnRMSSD após treinamento e CIT. Conclui-se que há uma forte relação entre VFC e performance aeróbia (LVFC e TICdistância), VFC e acúmulo de CIT, porém, sem relação com a CET acumulada nas 12 semanas nas mulheres estudadas.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/46165

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.