Ingerência do Cob na Educação Física Escolar

Por: Glebson Rafael da Silva Luna.

XIX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VI Conice - CONBRACE

Send to Kindle


.Resumo

A realização de diversos megaeventos esportivos no País (como Jogos Mundiais Militares, em 2011, a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo FIFA, em 2014, e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016),foi anunciada por alguns como o momento deredenção da Educação Física. O suposto “tsunami esportivo” finalmente traria para a área os reclamados investimentos, além de reconhecimento e prestígio para seus profissionais.Os impactos de tais ações, como era de se esperar, foram sentidostambém dentro das escolas. Principalmente nas aulas de Educação Física, entendidas como espaço privilegiado para a massificação da prática esportiva. “Surfando nessa onda”, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), entidade jurídica de direito privado,integrante do Sistema Nacional do Desporto, responsável por “promover e aprimorar as práticas desportivas de rendimento” (art. 13, Lei 9.615/98), ampliou sua influência sobre o desporto escolar.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2015/6conice/paper/viewFile/7988/3417

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.