Monitoramento da Carga de Treinamento: a Percepção Subjetiva do Esforço da Sessão é Um Método Confiável?

Por: .

Revista da Educação Física - UEM - v.21 - n.1 - 2010

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo principal do treinador esportivo é maximizar o desempenho atlético. Os maiores ganhos no desempenho advêm da prescrição da quantidade ótima de cargas de treinamento, com períodos de recuperação apropriados, a fim de promover a maior adaptação possível antes da competição. A carga de treinamento é influenciada tanto pelo volume quanto pela intensidade do treinamento. A compreensão precisa das cargas realizadas durante o treinamento pode ser benéfica tanto para o técnico quanto para o atleta. O técnico pode utilizar a retroalimentação do treinamento para modificar sistematicamente a periodização do treinamento, de forma que os desempenhos futuros possam ser melhorados. A carga de treinamento pode ser monitorada de muitas formas, no entanto, um método bastante simples foi proposto recentemente por Carl Foster: o método de PSE da sessão. O monitoramento do treinamento garante a adoção de cargas suficientes e, ao mesmo tempo, evita cargas excessivas, levando o treinador a compreender melhor o processo de treinamento. Em última instância, isso pode levar ao desempenho melhorado na competição. Por isso há grande interesse em métodos válidos e confiáveis para o monitoramento das cargas de treinamento. Nesta revisão investigamos o mérito científico do método de PSE da sessão de Foster. Segundo os dados disponíveis, parece que o método de PSE da sessão é um instrumento útil para quantificar a carga de treinamento, uma vez que é simples, fácil de compreender e implementar, mas são necessários dados adicionais para validar o método de PSE da sessão em diferentes esportes na perspectiva ecológica.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/6713/5702

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.