Na Voz de Ingrid Marianne Baecker, a História de Uma Docente da Educação Física Brasileira

Por: Adriana Claudia Martins e Maria Cecília da Silva Camargo.

Memórias das Trajetórias e Desafios no Cinquentenário do CEFD/UFSM.

Send to Kindle


.Resumo

.Foi no vespertino do tempo que caminhamos por uma rua tranquila até a casa em que a doutora e professora Ingrid Marianne Baecker nos aguar- dava. No sossego daquela paisagem, suas palavras e sorriso nos acolheram e, sentadas confortavelmente na sala, deixamos a narrativa de Ingrid imprimir marcas também em nós. Com a gravação daquele momento, fomos ouvindo e acompanhando cada palavra enunciada, garantindo o enredo e as situacio- nalidades para que, neste agora, pudéssemos reportar nesta escrita os detalhes daquela narrativa e identificar como Ingrid, ao nos contar sua trajetória, reviveu as próprias memórias.

É desse nosso encontro que nascem o desenho e a escritura deste capí- tulo, uma tentativa de compartilharmos do evento singular e irrepetível que vivenciamos. Vale sublinhar que, em um texto publicado na Revista Kinesis, Mazo (1992, p. 24), ao discorrer sobre a história do Centro de Educação Física e Desporto (CEFD/UFSM), menciona a inexistência de registros realizados“pelas pessoas que acompanharam o crescimento do CEFD, que lhe deram vida e, dessa forma, constituíram suas próprias vidas”. A narrativa que se segue mostra-nos justamente isso. A densidade com que a professora Ingrid vive a docência guia essa interlocução e muito nos ensina, ainda que em diferentes tempos. Sua transformação pessoal desdobra-se em uma atividade docente também transformadora, engajada socialmente, regada de emoção, de capa- cidade de sentir a necessidade do outro e de ser ética no intervir. O trabalho da professora Ingrid volta-se para o ser humano, sentidos e significados que imbricam no sentimento de pertença presente em seus atos, inquietando-a nesse reencontro com o CEFD/UFSM.

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.