´Nova´ Política de Produção da Posição de Mulheres Como Esportistas a Partir de Hashtags no Instagra

Por: Caterine de Moura Brachtvogel e Maria Simone Vione Schwengber.

Gênero e Sexualidade no Esporte e na Educação Física.

Send to Kindle


.Resumo

Hashtags esportivas como mediadoras de políticas discursivas

Tomamos como ponto de partida, neste artigo, uma hashtag encon- trada nas redes digitais: #JogaQueNemMulher1. O intuito é apontarmos elementos que respaldem nosso objeto de estudo e a base teórica-metodo- lógica que pretendemos estabelecer acerca da referência da linguagem como aquilo que habita as hashtags, habilita as palavras, compõe os discursos e assegura a comunicação. É na linguagem e pela linguagem que nos cons- tituímos como sujeitos. Podemos dizer que há uma produção do humano historicamente marcada pelas práticas discursivas, como afirma Foucault (2008).

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.