Pensar a Prática 2017 n.4 v.20. Brasil, Goiania-GO.

Por , , e

Resumo

O presente estudo teve como objetivo investigar o nível de entendimento de escolares do 1ª ano do Ensino Médio do Instituto Federal Goiano Campus Ceres, com idades entre 14 à 19 anos acerca do conceito de saúde e de hábitos saudáveis. Participaram desta pesquisa 215 escolares, avaliados por um questionário subjetivo que foi elaborado composto por 16 perguntas. Dentre os 215 adolescentes avaliados, 53% avaliam sua saúde como boa e revelaram não possuir nenhum tipo de doença. Para 69% dos alunos, saúde significa estar bem, enquanto para 31% é estar bem física e mentalmente. Com relação ao que reflete negativamente na saúde, 41% dos escolares citaram a má alimentação e a falta de exercícios físicos. Em contrapartida, o que reflete na melhora da saúde, 26% dos escolares ressaltaram ter uma boa alimentação e praticar exercícios físicos. A prática regular de exercícios físicos em prol da saúde foi referido por 26% dos participantes. Além disso, 28% responderam que praticar esportes contribui para a melhorada saúde e 17% associam a boa alimentação com a prática de exercícios para a melhora da saúde. Ainda, 30% responderam não se alimentar corretamente e não praticar nenhum tipo de exercício físico. Quanto aos seus familiares, 33% disseram que estes cuidam da saúde de forma adequada. Conclui-se que, em geral, os adolescentes avaliados entendem o conceito de saúde e o que o mesmo representa, afirmando o bem-estar físico e mental.

Comentários

Você precisa criar um usuário no CEV para fazer um comentário.