O Sacrifício no Ritual das Corridas de Rua : Relatos e Significados dos Praticantes

Por: Cláudio José de Arruda.

90 páginas. 2017 02/01/2017

Send to Kindle


Resumo

As corridas de rua consistem em fenômeno social contemporâneo de relevância (DALLARI, 2009; SILVA, 2009), sobretudo no contexto de Brasília. Em Brasília, cerca de 100 corridas são realizadas anualmente, tendo como participação um quantitativo próximo a dois mil corredores em cada evento (CFBAt, 2016). Além deste aspecto, motivações de ordem pessoal e profissional contribuíram para a escolha do tema de pesquisa. Aliada a esses fatores, também justificamos a importância do trabalho, em razão do baixo índice de publicações científicas voltadas para a temática. Diante do exposto, o problema de pesquisa configurou-se em saber: qual é o sentido/significado das corridas de rua para seus praticantes? A que perfil estes praticantes atendem? Tomou-se como objetivo geral: analisar a corrida de rua como um fenômeno social, considerando a relação que a aproxima do sacrifício corporal e de um sistema ritual para seus praticantes e, como objetivos específicos: (i) descrever o perfil (sexo, idade e fatores socioeconômicos) de um grupo de praticantes de corrida de rua de Brasília/DF; (ii) descrever e analisar a corrida de rua, com base nas experiências vivenciadas por um grupo de praticantes de Brasília/DF, considerando os ritos/o ritual e o sacrifício corporal. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa se assenta em uma abordagem qualitativa, tendo como delineamento a pesquisa de campo e como técnica a observação participante. Além da observação participante, no qual o pesquisador também foi corredor, participando ativamente de algumas das corridas de rua, também julgamos importante realizar algumas entrevistas com um grupo de corredores de Brasília. Destacamos como conclusão principal que os sacrifícios fazem parte a todo o momento desta prática corporal, que consiste em um sistema de ritos, conformando um ritual. Desta forma, não apenas os treinos ou o investimento financeiro, as imposições mercadológicas que se projetam para os praticantes, mas também toda conexão existente entre a rotina de um corredor de rua e a busca pela superação de seus objetivos constituem o sentido, que consiste em nossa análise, no significado da corrida de rua, que aqui chamamos de ritual. Finalmente, a dor, o sofrimento, o desconforto físico e mental enfrentados em suas rotinas de corredores de rua, traduzidos para nós como os sacrifícios do corpo, não são um impedimento para seguirem em frente, quilômetro após quilômetro na conquista de seus objetivos, ultrapassar limites; superar sacrifícios.

Endereço: http://googleweblight.com/?lite_url=http://repositorio.unb.br/handle/10482/22051&lc=pt-BR&s=1&m=638&host=www.google.com.br&ts=1513593530&sig=AOyes_RRUr4vN1h_LICq3Zaxn3Xu8z7GhQ

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.