Os Sentidos de Ser Educador Circense

Por: Eliane Regina Pereira.

Ensino em Re-vista - v.21 - n.2 - 2014

Send to Kindle


.Resumo

Partindo das contribuições teóricometodológicas de Vygotsky (2009) e Sartre (1978, 2000), este artigo propõe-se a discutir de que forma a arte circense, compreendida como atividade criadora e experiência estética, constitui sujeitos. Para isso, apresenta o recorte de uma pesquisa realizada por meio de entrevistas e observações nas aulas no picadeiro, com educadores e aprendizes circenses de um circo-escola de uma cidade de Santa Catarina. Aqui destacamos os sentidos “de ser educador circense” com base nas falas de e sobre um dos educadores, que revela orgulho pelo trabalho que realiza, desejo de fazer um circo diferente e de qualidade, e, assim, assume a necessidade de formar artistas, oferecendo a cada aprendiz novas possibilidades na vida. 

Endereço: http://www.seer.ufu.br/index.php/emrevista/issue/view/1024/showToc

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.