Prevalência do Uso de Esteroides Anabólicos Androgênicos em Praticantes de Musculação de Teresina-pi

Por: , Caio Victor C de Oliveira, Fabiana Ranielle de S Nogueira, Gilbert Graciano Silva, Jefferson Fernando C R Júnior, Marcos Antônio P dos Santos e Sérgio Luiz Galan Ribeiro.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.17 - n.4 - 2017

Send to Kindle


.Resumo

A preocupação exacerbada com a estética pode levar ao uso indiscriminado de esteroides anabólicos androgênicos (EAA), promovendo prejuízos graves à saúde. Objetivo: Determi-nar a prevalência de EAA entre os fisiculturistas, na cidade de Teresina, Piauí. Métodos: Tra-ta-se de um estudo transversal, quantitativo de caráter exploratório e retrospectivo. Após identificadas as academias registradas no Conselho Regional de Educação Física (CREF 5–CE/MA/PI), utilizou-se questionário como instrumento, contendo questões objetivas sobre as variáveis socioeconômicas, de treino e sobre utilização dos EAA. Os dados foram anali-sados através de frequência e teste qui-quadrado (p < .05). Resultados: Participaram 400 sujeitos (24.7 ± 6.34 anos), sendo 69.5% (n = 278) do sexo masculino. A prevalência de uso foi de 7.75% (n = 31), sendo todos os usuários homens jovens (18-25 anos). As substâncias mais utilizadas foram nandrolona (28,4%), propionato de testosterone (20.9%) e cipionato de testosterone (14.9%), com indicação do uso feita por um colega ou amigo (67.7%). Os principais efeitos colaterais citados na pesquisa foram acne, variação de humor, irritabili-dade, dor de cabeça e ansiedade. Conclusões: Assim, os resultados deste estudo identifi-cam e contribuem para a compreensão de um problema antigo, ainda em crescimento, que requer formular políticas relevantes para atuar no combate do uso

Endereço: https://rpcd.fade.up.pt/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.