Prevalência e Fatores Sociodemográficos Associados Ao Comportamento Sedentário em Adolescentes de Rio Claro-sp

Por: Ana Elisa Messetti Christofoletti, Deisy Terumi Ueno, , Larissa Cerignoni Benites e .

Journal Of Physical Education - v.31 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo do estudo foi analisar a prevalência, os fatores sociodemográficos e o comportamento sedentário (CS) associados as situações do CS (1) obrigações; 2) computador/tablet e videogame; 3) smartphone;  4) televisão; 5) CS total) de adolescentes de Rio Claro-SP.  Participaram do estudo 482 adolescentes (14,4±2,1 anos) de 3 escolas públicas e 2 particulares, avaliados por um questionário de identificação, anamnese clínica e nível socioeconômico; Questionário de Comportamento Sedentário, com questões adicionais relacionadas ao CS e o uso de smartphones e videogames; Questionário de Atividade Física Habitual para Adolescentes; e mensuração do peso e estatura para o cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC) (kg/m²). Realizou-se análise descritiva, teste t de Student para comparar as situações de CS e nível de atividade física entre meninos e meninas e regressão logística para verificar a associação das situações com o CS total (p<0,05). Identificou-se que 47,5% dos adolescentes permanecem mais de 14 horas/dia em CS (média de 13,7±3,4 horas/dia). As situações associados ao CS total foram: smartphone (RO=6,23; p<0,001); computador/tablet e videogame (RO=2,5; p=0,012); obrigações (RO=2,43; p=0,009) e televisão (RO=2,35; p=0,009). Relatou-se alta prevalência de CS, porém não houve nenhum fator sociodemográfico associado com esse comportamento. Adicionalmente, o uso do smartphone apresentou maior associação com o alto tempo de CS total.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/47154

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.