Projeto Viver Mais: Resgate Histórico e Sua Repercussão na Aptidão Física de Pessoas Vivendo com Hiv e Aids

Por: Levi de Holanda Francalino.

2020 02/03/2020

Send to Kindle


.Resumo

A Extensão Universitária articula de forma indissociável Ensino e Pesquisa, tendo em seus princípios a formação do estudante e a transformação social. Nessa perspectiva, o projeto de extensão “VIVER MAIS”, criado desde 2007, objetiva promover prática de exercícios físicos e aconselhamento dietético para a melhoria da qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/Aids e aumento da adesão ao tratamento medicamentoso tradicional. Dessa forma, o presente estudo objetivou realizar o resgate histórico dos 12 anos do Projeto VIVER MAIS nos âmbitos de Ensino, Pesquisa e Extensão. Trata-se de uma pesquisa descritiva com uma abordagem histórica, realizada com 12 profissionais e 13 voluntários, participantes do Projeto. Para a coleta de dados foram entrevistas com os profissionais e voluntários, além das análises dos trabalhos acadêmicos (TCC, Dissertações e Teses) e artigos científicos publicados, durante o período de 2007 a 2018. Encontramos contribuições do projeto na formação dos professores, técnica e cidadã, bem como na produção e divulgação de conhecimentos sobre pessoas vivendo com HIV e AIDS (PVHA). As intervenções realizadas contribuíram para a melhora da aptidão física dos indivíduos, especialmente em termos de força muscular e aptidão cardiorrespiratória que refletem em aumento do desempenho para as atividades da vida diária. Concluímos que o projeto Viver Mais atingiu os objetivos propostos de um projeto de extensão, na medida em que modifica a comunidade e contribui para o Ensino e à Pesquisa.

Endereço: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/29526

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.