Restrições da Tarefa e Padrões Fundamentais de Movimento: Uma Comparação Entre o Chutar e o Arremessar

Por: Inara Marques.

Revista da Educação Física - UEM - v.16 - n.2 - 2005

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi comparar o comportamento motor dos componentes corporais de crianças de sete anos nas tarefas chutar e arremessar, em duas situações ambientais: ao alvo e à distância. Para tanto, foram analisadas 50 crianças, sendo que seu comportamento motor foi classificado a partir de uma lista de checagem elaborada segundo o modelo de Gallahue (1982) e o modelo de análise por componentes, proposta por Roberton e Halverson (1984). As crianças apresentaram escores mais altos no chutar em relação ao arremessar nas tarefas ao alvo e à distância, com exceção da ação dos braços na tarefa ao alvo. Uma possível explicação seria uma exposição mais prematura à tarefa chutar, em vista de um fator cultural existente no Brasil. Novos estudos devem investigar de que forma as crianças brasileiras organizam seu movimento, especialmente a partir da análise do comportamento coletivo dos componentes.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3387/2423

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.