Ruído e Qualidade do Sono: Estudo Entre Instrutores de Educação Física

Por: Luiz Felipe da Silva e Maria da Penha Carnevali.

Journal Of Physical Education - v.31 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

Este estudo investigou a associação entre ruído e qualidade prejudicada do sono em 150 instrutores de educação física, em academias de musculação. Dois questionários foram aplicados: avaliação da qualidade subjetiva do sono e sobre variáveis explanatórias. A exposição ao ruído foi avaliada. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica de regressão logística não-condicional, para obter os valores das Razões de Chances (RC) das variáveis significativas. Dois modelos finais se destacaram. O primeiro apresentou as variáveis significativas: realização incorreta das refeições (RC = 2,58, IC 95% 1,08 a 6,02); cor da pele – preta ou parda (RC = 0,53; IC 95% 0,25 a 1,12) e exposição ao ruído acima ou igual a 80 dB(A) (RC = 1,90; IC95% 0,87 a 4,12). O segundo modelo apresentou as variáveis significativas: realização incorreta das refeições (RC = 2,35, IC 95% 0,1 a 5,56); nível de exposição padronizado acima ou igual a 80 dB (A) (RC = 2,03, IC 95% 0,92 a 4,47) e uso de medicamentos para depressão/ansiedade (RC = 0,26; IC95% 0,53 a 1,33). Esta pesquisa identificou as variáveis que se associaram significativamente com a qualidade do sono prejudicada, como a exposição ao ruído, contribuindo para a adoção de medidas preventivas.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/45687

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.